Hudson é liberado pelo departamento médico; Messidoro vai a campo na Toca II

O Cruzeiro treinou nesta quarta-feira com duas novidades. Fora desde o dia 9 de julho, o volante Hudson foi liberado pelo departamento médico e, em pouco tempo, deve ser opção para o técnico Mano Menezes. Já o armador Messidoro treinou em campo pela primeira vez com a camisa celeste. Ele ainda não foi regularizado porque aguarda a definição do negócio que envolve o atacante Ramón Ábila, o clube celeste e os argentinos Boca Juniors e Huracán.

Hudson sofreu lesão muscular no adutor da coxa direita em 9 de julho. O atleta se machucou na partida contra o Palmeiras, vencida pelo clube celeste por 3 a 1, no Mineirão, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Hudson marcou o segundo gol cruzeirense nesse confronto.

O Cruzeiro deve trabalhar para Hudson votar contra o Grêmio, pela partida de ida da semifinal da Copa do Brasil, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. O confronto acontecerá às 21h45 de quarta-feira, dia 16 de agosto.

Por sua vez, o armador Messidoro treinou e usará a camisa 18 no Cruzeiro. Para o jovem de 20 anos ganhar condições de jogo, Boca Juniors e Huracán precisam acertar as cláusulas contratuais de Ramón Ábila. Há ainda por parte da diretoria mineira a exigência para que o Globo retire a ação na Fifa que cobra dívida de US$ 1,5 milhão pela compra dos direitos econômicos do centroavante de 27 anos.

“Novela” Ábila

De acordo com a imprensa da Argentina, Boca e Huracán costuram novo acordo por Ábila. A agremiação xeneize, que se comprometeu a assumir o débito do Cruzeiro, teria até dezembro de 2020 para exercer a compra dos 50% dos direitos que pertencem ao Globo. Se isso não ocorrer, Wanchope voltaria em definitivo ao clube que lhe projetou para o futebol sul-americano.

Hudson pode ser reforço do Cruzeiro na semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio

Fonte: Super Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *