Fim da 1º fase: Seleções africanas eliminadas, vexame alemão e Brasil se prepara para enfrentar o México

A primeira fase da Copa do Mundo da Rússia 2018 se encerrou na tarde desta quinta-feira (28). As últimas seleções que completaram a tabela de classificação às oitavas foram Inglaterra e Bélgica, que já estavam classificadas desde a segunda rodoada, brigando apenas pela primeira posição.

Após 48 jogos na primeira fase, surgiram dúvidas, surpresas, zebras, artilheiros e até mesmo os principais jogadores decidindo quando necessário.

CR7, Messi, Salah, Neymar, Soares, Diego Costa, muitos jogadores mostraram porque foram convocados e ajudaram suas seleções a mostrar futebol nessa que pode ser considerada uma das Copas mais difíceis da história. Salah, mesmo não conseguindo ajudar a seleção egípcia a se classificar, mostrou raça e persistência após ficar de fora do primeiro jogo, causa de uma lesão sofrida na final da Champions, e fazer o gol de honra da seleção na última rodada, na derrota para a Arábia Saudita.

A Croácia foi o grande destaque. Em um grupo onde Islândia e Argentina eram as favoritas, os Croatas mostraram garra, força e, sem medo, terminaram com 100% os primeiros três jogos.

A Alemanha, a decepção. Os atuais campeões e favoritos no grupo que tinha México, Coreia do Sul e Suécia, perderam dois dos três jogos disputados, um deles para a fraca seleção coreana, e acabaram em último lugar no Grupo F. Situação que colocou o ténico Löw na corda bamba.

Na busca pela artilharia, Harry Kane, atacante da Inglaterra largou na frente com 5 gols marcados, seguido por Cristiano Ronaldo, de Portugal, com 4 e Lukaku, da Bélgica, também com 4 gols marcados.

Pela primeira vez na história, a Copa não possui uma seleção africana classificada as oitavas. Egito, Marrocos, Nigéria, Senegal e Tunísia acabaram eliminados em seus grupos e decepcionaram.

Seleção Brasileira

Para muitos, o Brasil não mostrou bom futebol na primeira fase, mas conseguiu sair sem derrotas (um empate e duas vitórias). Neymar, mesmo fazendo um gol, recebeu críticas da maioria dos comentaristas e torcedores, muitas deles pelo tanto de tombos durante as partidas.

Jogadores acabaram sofrendo dores e lesões e preocupando os brasileiros por todo o canto do mundo.

Após a vitória na última rodada, diante a Sérvia, os jornais por todo o mundo destacaram que “o melhor Brasil já assusta”. Com a queda precoce da Alemanha, muitos traçaram o Brasil como favorito a levantar a taça.

Na próxima segunda (2), o Brasil enfrenta o México, às 11 horas da manhã em Samara, pelas oitavas de final. Tite e seus comandados iniciam a preparação para o confronto decisivo nesta sexta-feira (29). Marcelo ainda é dúvida e Danilo e Douglas Costa ainda estão em recuperação.

Marcelo

Marcelo, que saiu da última partida antes dos dez minutos por conta de uma lesão na região lombar, começou o tratamento ainda no estádio do Spartak, em Moscou, e já apresenta uma “boa melhora”.

A assessoria de imprensa da CBF atualizou o quadro clínico do lateral-esquerdo nesta quinta-feira e garantiu que o jogador seguirá sob observação do departamento médico, embora ele seja liberado para curtir sua folga, a exemplo dos outros atletas.

“Após a chegada e o descanso, Marcelo está em tratamento, apresentou boa melhora, seguirá em acompanhamento e assim como os demais atletas terá folga mais tarde”, explicou a assessoria de imprensa da CBF.

Logo após o jogo, o médico da Seleção Brasileira, Rodrigo Lasmar, já havia tranquilizado os torcedores, afirmando que o incômodo físico de Marcelo não era grave e que o problema poderia ter sido causado pelo colchão do hotel. O jogador do Real Madrid sofreu um espasmo na musculatura estabilizadora da coluna, fato que “travou” sua região lombar.

Redação CSul – Iago Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *