Federação sorteia grupos e confirma uso de VAR no Paulistão; veja as chaves

A Federação Paulista de Futebol e os clubes participantes do Paulistão (à exceção do Palmeiras, rompido com a entidade) se reuniram nesta terça-feira, em Conselho Técnico na sede do órgão, e definiram como será a edição de 2019 do campeonato estadual – que terá o uso de VAR. No evento, foram sorteados os grupos. Veja como ficou a divisão:

Grupo A

Santos
Ponte Preta
RB Brasil
São Caetano

Grupo B

Palmeiras
Guarani
São Bento
Novorizontino

Grupo C

Corinthians
Mirassol
Feroviária
Bragantino

Grupo D

São Paulo
Oeste
Ituano
Botafogo

Corinthians, Palmeiras, São Paulo e Santos são cabeças de chave. Equipes de um grupo enfrentam times de outro. Com isso, estão assegurados os clássicos entre os quatro grandes na primeira fase. Os dois primeiros de cada quadrangular avançam para as quartas de final – e, daí em diante, até a grande decisão.

 Os jogos de mata-mata serão sempre em ida e volta, com a última partida na casa do clube de melhor campanha. Os dois últimos colocados na fase de grupos cairão para a Série A2. A competição vai de 20 de janeiro a 21 de abril.
Detalhe da bola que será usada no Campeonato Paulista — Foto: Diogo Venturelli
Detalhe da bola que será usada no Campeonato Paulista — Foto: Diogo Venturelli

O sorteio das bolinhas foi realizado por ex-jogadores dos quatro principais clubes paulistas: César Sampaio (Palmeiras), Elano (Santos), Oscar (São Paulo) e William Machado (Corinthians).

Ex-jogadores participam do sorteio na sede da Federação Paulista de Futebol — Foto: Fernando Vidotto
Ex-jogadores participam do sorteio na sede da Federação Paulista de Futebol — Foto: Fernando Vidotto

VAR confirmado

Foi confirmado que o Paulistão de 2019 terá uma novidade em relação ao deste ano: a presença da tecnologia do árbitro de vídeo a partir das quartas de final, com os custos – de cerca de R$ 30 mil por jogo – bancados pela Federação Paulista de Futebol.

Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de futebol, falou sobre a novidade que será usada um ano depois da polêmica da final do Paulistão de 2018, quando a arbitragem deu e depois retirou um pênalti para o Palmeiras contra o Corinthians.

– O futebol é imprevisível. Aquilo foi um acidente, um ato isolado. Tenho 30 anos de futebol, e não vi acontecer outra vez. Mas temos que trabalhar para corrigir. Houve falha de procedimento. O árbitro acertou, mas houve falha de procedimento. O VAR vem para auxiliar. Os clubes foram muito felizes em aprovar o VAR – disse o dirigente.

A Hawk-Eye Innovations, responsável por utilizar a tecnologia na Copa do Mundo da Rússia, será a responsável pela implantação do VAR. No total, o sistema estará presente em 14 partidas: oito de quartas de final, quatro de semifinais e os dois da final.

Vetada a troca de mando

Na edição do próximo ano, está vetada a venda do mando de campo para o estádio do adversário. Por exemplo: se o São Bento enfrentar o São Paulo nas quartas de final, o time do interior não poderá levar ao Morumbi a partida de que é mandante. Mas o jogo poderá ser realizado na cidade do rival. Pegando o mesmo exemplo, significa que o São Bento poderia levar sua partida ao Pacamebu.

Inscrições

Cada clube deverá inscrever 26 jogadores no Paulistão. Mas com um adendo: haverá a permissão para se relacionar, em uma espécie de segunda lista, jogadores saídos das categorias de base, em número ilimitado.

Fonte: Globo Esporte / Foto: Diogo Venturelli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *