Empates amargos para os mineiros no Brasileirão

Atlético-MG e Cruzeiro somam apenas um ponto na 30ª rodada do Brasileirão e sinal de alerta continua ligado contra o rebaixamento; Flamengo se garante na Libertadores 2020

Redação CSul – Iago Almeida / Foto destaque: Vinnicius Silva/Cruzeiro

A 30ª rodada do Brasileirão mexeu com o psicológico dos torcedores mineiros. Enquanto o Atlético sofreu para empatar com o Fortaleza no Castelão, o Cruzeiro passou pelo mesmo apuro para não sair derrotado pelo Bahia, no Mineirão. Com os resultados, os mineiros ficam beirando a zona da degola, e contam com resultados ruins de adversários diretos para manter firme a chance de se afastar do Z4, já na próxima rodada neste meio de semana.

Atlético

Jogando no Castelão, o Atlético saiu atrás após gol de Gabriel Dias, aos 14 minutos de jogo, mas foi eficiente em seguida e empatou com Patric. Gabriel Dias, de novo, colocou o Fortaleza na frente. Gêuvanio acabou expulso no início do segundo tempo, mas o Galo conseguiu o empate heroico, aos 41 do segundo tempo, com Fábio Santos. 2×2.

  • Polêmia: Igor Rabello cometeu falta em André Luís aos 38 minutos do segundo tempo, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Segundo PC de Oliveira, comentarista de arbitragem da TV Globo, o VAR deveria ter interferido, uma vez que era uma chance clara de gol e, por isso, Rabello deveria ser expulso. O árbitro de vídeo não interferiu, o jogo seguiu, e o Galo empatou três minutos depois.

“Tem que ser valorizada a entrega de todos. Quem começa, quem entra depois. A gente está bem focado em chegar nos 45 pontos, que é a nossa realidade no campeonato. O empate foi um resultado justo. Esse empate vai nos dar muita força para a sequência no campeonato”, disse o lateral Fábio Santos.

Reprodução Globo Esporte

Cruzeiro

O Cruzeiro perdeu boa chance de abrir 4 pontos da zona de rebaixamento. A equipe de Abel Braga empatou em 1×1 com o Bahia, no Mineirão. Fernandão, de pênalti, abriu o placar para o time baiano, enquanto Sassá, em um chutaço, deixou tudo igual para a Raposa. Que agora ficou dois pontos acima do Fluminense, primeiro no Z4.

  • Polêmia: Igor Rabello cometeu falta em André Luís aos 38 minutos do segundo tempo, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Segundo PC de Oliveira, comentarista de arbitragem da TV Globo, o VAR deveria ter interferido, uma vez que era uma chance clara de gol e, por isso, Rabello deveria ser expulso. O árbitro de vídeo não interferiu, o jogo seguiu, e o Galo empatou três minutos depois. Confira o lance abaixo:

“Graças a Deus consegui entrar e ajudar o time com um a menos. O que valeu foi o empenho, a garra. Estamos em uma crescente. É pensar para frente. É sempre bom somar pontos. Infelizmente, os três pontos não vieram, mas esse ponto vai fazer a diferença lá na frente”, disse o atacante Sassá.

DUDU MACEDO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Flamengo

Ao vencer o Corinthians por 4×1, o Flamengo não só se manteve na ponta com vantagem, como também se garantiu na Libertadores 2020. Matematicamente, o rubro-negro não pode ser mais ultrapassado pelos outros seis clubes que estão atrás na classificação, assegurando no mínimo a pré-Libertadores. Diante de 65 mil pessoas no Maracanã, Bruno Henrique, três vezes, e Vitinho marcaram para o Mengão, enquanto Rafael Vital descontou para o Timão, que acabou demitindo Fábio Carille.

  • Demitido: A goleada no Maracanã marcou o fim da segunda passagem de Fábio Carille pelo Corinthians. O técnico não resistiu ao oitavo jogo seguido sem vitória no Brasileiro e foi demitido. O anúncio aconteceu ainda no estádio, após a partida. Nesta segunda passagem, iniciada em janeiro, são 69 jogos, com 27 vitórias, 25 empates e 17 derrotas. Mesmo campeão estadual, o treinador admite que fez poucos jogos bons na temporada.
Reprodução Globo Esporte 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *