Em fase ofensiva no Cruzeiro, volante Willians diz que prefere divididas a assistências

20150907140050335121u (1)
Nos últimos dois jogos do Cruzeiro, Willians exerceu nova função no meio-campo. Enquanto Henrique foi deslocado para jogar à frente da zaga, ele passou a atuar pela direita no trio de volantes. Em posicionamento mais ofensivo, o camisa 5 balançou as redes na vitória sobre a Ponte Preta e deu uma assistência na goleada diante do Figueirense. No entanto, Willians confessa que ainda prefere ganhar uma dividida a dar um passe para gol.

“Prefiro as divididas, sou um cara da marcação. Sou um cara que tento ajudar os companheiros, tento achar alguém, mas as divididas são muito importantes para mim”, afirmou.

O novo posicionamento de Willians foi adotado por Deivid em jogo contra a Ponte Preta. O auxiliar, enquanto era atacante, atuou ao lado do volante no Flamengo. Os tempos no Rubro-negro foram determinantes para a mudança tática envolvendo o camisa 5.

“Começou com o Deivid. Com Marcelo e Vanderlei, eu ficava mais preso. O Deivid me deu liberdade. A gente se conhece há cinco anos, ele sabe como eu jogava. Está dando certo, não vamos mudar. Vamos continuar que os resultados virão”, observou.

Destaque nas duas últimas partidas, Willians chegou a ficar no banco de reservas enquanto Vanderlei Luxemburgo era treinador. O volante preferiu adotar tom amistoso ao falar sobre o período em que esteve fora da equipe.

“Jogador vive de momentos. Tentei ajudar a equipe, mas tem treinador e treinador. Tem treinador que gosta de um jeito e treinador que gosta de outro. Aceito a opção do Vanderlei, tenho de respeitar. Tenho de buscar meu espaço. Eu e Bigode (Willian, autor de quatro gols contra o Figueirense) ficamos seis jogos no banco. Mostramos que temos qualidade e podemos ajudar mais o Cruzeiro”, analisou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *