Em 18º, Boa tem elenco 4,6 vezes mais “barato” do que o Botafogo

moajefNão são só as várias posições de diferença na tabela que separam o 18º colocado Boa Esporte do Botafogo, o maior clube entre os que disputam a Série B neste ano. O investimento dos clubes para a formação do elenco também mostra esse abismo entre os times. De acordo com informações do site especializado “Transfermarkt”, o valor de mercado do alvinegro é 4,6 vezes maior do que o dos mineiros.

No caso dos dois clubes, a carga de investimento condiz com o desempenho dos times dentro de campo. Brigando sempre pelas primeiras posições, o Botafogo tem o elenco mais caro competição. Já o Boa Esporte, em 18º na tabela, é justamente o 18º time ‘mais valioso” da atual Série B.

Segundo os números do site inglês, os jogadores do alvinegro estão avaliados em aproximadamente R$ 81,44 milhões, enquanto os atletas do clube de Varginha, têm valor de mercado aproximado em R$ 17,5 milhões. Para se ter uma ideia, os direitos econômicos de cada jogador do time carioca vale, em média, R$ 1,8 milhão, enquanto os dos mineiros têm um valor médio de R$ 388 mil.

Atual goleiro da Seleção Brasileira, Jéfferson é disparado o jogador mais valioso da Série B. O jogador é avaliado pelo “Transfermarkt” em R$ 19 milhões, mais do que todo o elenco do Boa Esporte junto. No time de Varginha, o volante Moacir, um dos principais jogadores da equipe, é o melhor avaliado, custando cerca de R$ 1,33 milhão. O valor é 14 vezes menor do que o do renomado arqueiro botafoguense.

Os dados mostram ainda que o Boa Esporte vem se reforçando desde a fraca campanha no Campeonato Mineiro 2015, o que reflete no valor de mercado de seus jogadores. No estadual, o clube só venceu duas vezes e ficou na 7ª posição, se salvando do rebaixamento somente na última rodada. Na época, o elenco do clube era avaliado em apenas R$ 3,8 milhões. Com o começo do Brasileiro, a diretoria foi atrás de reforços e reconstruiu o time. No entanto, apesar da chegada dos reforços, o time ainda não engrenou e continua lutando para se afastar do Z-4.

Em termos de investimento x desempenho, o destaque negativo da tabela é o Ceará. Com um valor de mercado de cerca de R$ 55 milhões, o time é o terceiro na lista dos mais valiosos. No entanto, dentro de campo, o futebol apresentado colocou o Vôzão na lanterna da Série B.

Com apenas duas vitórias, cinco empates e nove derrotas, o clube soma apenas 11 pontos em 16 rodadas. O aproveitamento é de apenas 22,9%, o que deixa a equipe a seis pontos de distância do Luverdense, primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

Outro time que está na parte de cima da tabela em valor de mercado, mas lutando no campo contra a degola, é o ABC. O clube tem um elenco avaliado em cerca de R$ 36 milhões, o que não impediu o time de sair derrotado em metade dos jogos disputados nesta Série B. Além de ABC, Ceará e Boa Esporte, completa a zona de rebaixamento o Mogi Mirim. O time do ex-presidente Rivaldo é o que tem o menor valor de mercado da competição, com aproximadamente R$ 15,73 milhões.

Os quatro times lutam para alcançar o Luverdense, que é o primeiro clube fora do Z-4. Coincidentemente, a equipe de Lucas do Rio Verde (MT), 16º colocada, também é a 16º na tabela de mercado.

img_4567

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *