Dia de clássico em BH acaba em brigas e caçada a rivais

O clássico entre Atlético-MG e Cruzeiro, deste domingo, começou com ocorrências fora das quatro linhas. No entorno do estádio Independência, no bairro Horto, faixas com provocações homofóbicas foram penduradas no caminho por onde passam os torcedores celestes. Várias delas davam “boas-vindas” com as cores do arco-irís, que simboliza o movimento LGBT. Outras estampavam ameaças aos visitantes. Algumas das faixas foram retiradas no início da tarde.

Cartazes homofóbicos foram colocados nas ruas de acesso ao Independência Foto: Danilo Girundi/TV Globo

Em outros pontos da cidade, foram registrados confrontos entre grupos de atleticanos e cruzeirenses. Na Avenida Vilarinho, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte. A Polícia Militar precisou atuar no local. A corporação informou que torcedores foram detidos, mas não disse o número de pessoas. Na região do Barreiro, policiais também tiveram trabalho para dispersar outro conflito.

Porretes

Três torcedores do Cruzeiro foram presos nesta manhã dentro de um carro, com porretes, que, segundo a Polícia Militar, seriam usados para agredir atleticanos em Belo Horizonte. De acordo com a PM, os suspeitos foram abordados após o veículo que eles estavam avançar um sinal no bairro Alípio de Melo, na Região da Pampulha. Foram apreendidos 13 porretes, um soco inglês e uma touca ninja, além de seis ingressos. Ainda conforme a corporação, os suspeitos, que são de uma organizada celeste, confessaram que iam encontrar mais torcedores para tentar agredir atleticanos, e que 10 carros faziam ronda em busca de rivais.

Treze porretes e um soco inglês foram apreendidos com torcedores do Cruzeiro Foto: Danilo Girundi/TV Globo

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *