Depois de cinco jogos sem vencer, Brasil derrota Coreia do Sul

Coutinho marcou um gol de falta, o que o Brasil não conseguia há 72 jogos

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: AFP

Depois do incômodo cinco jogos sem vencer, a Seleção Brasileira goleou a Coreia do Sul, por 3×0. A partida amistosa aconteceu no estádio Mohammed Bin Zayed, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos

Lucas Paquetá, Philippe Coutinho e Danilo marcaram e levaram os comandados de Tite a tão esperada vitória. Este foi o último compromisso do ano, após derrota para a Argentina no primeiro amistoso, na última semana.

Gol, Brasil x Coreia do Sul, Lucas Paquetá
Gol de Paquetá, o primeiro do Brasil no jogo / Foto: Mahmoud Khaled/Reuters

Próximos compromissos

O Brasil agora só volta a campo em compromisso oficial, nas eliminatórias, em março do ano que vem. O sorteio para a definição da tabela, em pontos corridos, será realizado em Cartagena, na Colômbia, dia 3 de dezembro.

Enfim, de falta

Sai pra lá, zica! Desde 5 de setembro de 2014, contra a Colômbia, o Brasil não marcava um gol de falta. Na época, Neymar marcou 1×0. E coube a Philippe Coutinho encerrar esse jejum de 72 jogos, 1.901 dias, sem um gol assim. O segundo contra a Coreia foi dele.

Coutinho comemora gol de falta pela seleção brasileira — Foto: Reuters
Coutinho comemorando segundo gol da Seleção, marcado por ele / Foto: Reuters

100º gol com Tite

O gol de Danilo, que fechou o placar do amistoso em Abu Dhabi, foi o 100º do Brasil sob o comando de Tite. Desde 2016 com o técnico, o Brasil só não balançou as redes em sete compromissos, diante de Argentina (2), Bolívia, Inglaterra, Venezuela, Paraguai e Peru.

Gabriel Jesus – 18
Neymar – 15
Coutinho – 13
Firmino – 9
Paulinho – 8
Richarlison – 6
Miranda, T. Silva, Casemiro, Willian e Everton – 3
Marcelo, R. Augusto, Paquetá e Diego Souza – 2
D. Alves, Danilo, Filipe Luís, Alex Sandro, Marquinhos, Taison, Dudu e Neres – 1

Comemoração dos jogadores do Brasil na vitória sobre a Coreia — Foto: AFP
Comemoração dos jogadores do Brasil na vitória sobre a Coreia — Foto: AFP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *