Definidos os confrontos das oitavas da Libertadores; Cruzeiro terá duelo mais complicado

Na noite desta segunda-feira (14), os brasileiros classificados para as oitavas de final da Copa Libertadores conheceram seus adversários. O sorteio foi realizado na sede da Conmebol, em Assunção, no Paraguai, onde também foram sorteados os confrontos da Copa Sul-Americana.

Cruzeiro e Athletico Paranaense ‘não tiveram sorte’ e pegaram logo de cara os dois argentinos mais complicados dentro da competição internacional. Para a Raposa será uma revanche dos últimos confrontos e a eliminação da competição na edição de 2015, dentro do Mineirão, após vitória no território argentino. Para o Atlhetico, que já venceu o Boca, dentro de casa, na primeira fase, por 3×0, mas acabou derrotado no último duelo, fora de casa, por 2×1, também na primeira fase.

Confrontos

Com exceção de Grêmio e Athletico-PR, os outros brasileiros decidirão em casa, realizando assim o primeiro confronto na terra do adversário.

“Acho que vai ser uma grande decepção não ter um finalista brasileiro. Pelo que foi o sorteio e pela superioridade. Acho o Flamengo muito favorito contra o Emelec, assim como o Palmeiras contra o Godoy Cruz. O Libertad, até por ter mostrado na fase de grupos, vai dar mais dificuldade. Se fosse apostar, seria em todos os brasileiros, até o Athletico contra o Boca”, disse o jornalista Thiago Benevenutte, do GloboEsporte.com, durante o Redação SporTV.

Confira os confrontos sorteados:

River Plate-ARG x Cruzeiro
San Lorenzo-ARG x Cerro Porteño-PAR
LDU-EQU x Olimpia-PAR
Athletico-PR x Boca Juniors-ARG

Godoy Cruz-ARG x Palmeiras
Grêmio x Libertad-PAR
Emelec-EQU x Flamengo
Nacional-URU x Inter

Chaveamento

Com quatro equipes brasileiras de um lado do chaveamento, é possível que quatro deles se enfrentem nas quartas, caso passem por seus adversários. A dupla Gre-Nal só poderá se enfrentar se ambos os clubes chegarem à semifinal. Do outro lado, porém, Cruzeiro e Athletico Paranaense só se enfrentam se chegarem às semifinais. As duas equipes irão enfrentar River Plate e Boca Juniors, respectivamente, dois dos clubes de maior tradição do futebol sul-americano.

Segundo Thiago Benevenutte, “com a final única, quatro brasileiros já evitam o confronto mais difícil da Libertadores, que é o Boca na Bombonera. Palmeiras, Grêmio, Flamengo e Inter só pegam o Boca na final, que é em jogo único”, completou.

Confira o chaveamento:

 

Calendário

Com a parada para a Copa América e em disputa do Brasileirão e Copa do Brasil, as equipes só voltam a campo pela Libertadores em julho. Confira as datas das próximas fases:

Oitavas de final – 24 e 31 de julho
Quartas de final – 21 e 28 de agosto
Semifinal – 2 e 23 de outubro
Final – Sábado 23 de novembro em Santiago no Chile

Redação CSul – Iago Almeida / Fotos: Divulgação Conmebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *