Cúpula do Boa Esporte se manifesta em relação à arbitragem do Campeonato Mineiro e irá protocolar reclamação junto à FMF

De acordo com o Diretor de Futebol, Rildo Moraes, o clube vem sendo prejudicado constantemente no campeonato. O estopim para a cúpula do Boa, foi o gol que resultou na vitória celeste neste domingo. Conforme o diretor, dois jogadores do Cruzeiro estavam à frente da linha da bola no momento da batida de falta de Rafael Sóbis.

Redação CSul – Alisson Marques/Foto: Reprodução Premiere

A fase do Boa Esporte não é das melhores no Campeonato Mineiro, o clube de Varginha está na última colocação da competição. Após a derrota neste domingo (4), por 1 x 0 para o Cruzeiro, dentro de casa, no qual resultou no terceiro revés seguido da equipe na competição, a diretoria do Boa se manifestou em relação à arbitragem. De acordo com o Diretor de Futebol, Rildo Moraes, o clube vem sendo prejudicado constantemente no campeonato. O estopim para a cúpula do Boa, foi o gol que resultou na vitória celeste neste domingo. Conforme o diretor, dois jogadores do Cruzeiro estavam à frente da linha da bola no momento da batida de falta de Rafael Sóbis.

As reclamações, no entanto, não ficaram voltadas apenas ao jogo deste domingo. De acordo com a diretoria do Boa, o clube foi prejudicado, também, nas partidas contra o Pouso Alegre – empate em 0 x 0 – e na derrota por 1 x 0 para o Athletic, onde segundo Rildo, não havia condições de jogo devido às condições do campo após fortes chuvas que caíram antes e no momento da partida.

Na tarde desta segunda-feira (5), o clube publicou uma nota oficial em suas redes sociais alegando que irá protocolar uma reclamação oficial junto à Federação Mineira de Futebol (FMF).

Confira a nota oficial divulgada pela Boa Esporte na íntegra:

“O Boa Esporte Clube torna público a insatisfação e repúdio aos constantes erros de arbitragem ocorridos nas partidas do clube no Campeonato Mineiro Módulo I 2021“.

O clube informa também que irá realizar reclamação formal a Federação Mineira de Futebol, já que os erros foram decisivos nas partidas.

“Dois jogadores estavam à frente da linha da bola no momento da batida da falta. Eles estão em posição de impedimento” — afirmou o diretor Rildo Moraes, ao fim da partida diante do Cruzeiro”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.