Cruzeiro se impõe no Maracanã e vence o Flamengo pela Libertadores

Craques decidem, torcida dá show, novamente calando o Maracanã, e Raposa abre boa vantagem para o jogo de volta

O Cruzeiro fez um jogo gigante, digno de seu histórico copeiro de conquistas nacionais e internacionais, e venceu o Flamengo por 2 a 0 na noite desta quarta-feira, no Maracanã, pelo confronto de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Mais uma vez, os craques Arrascaeta e Thiago Neves se destacaram em duelo decisivo. O uruguaio teve muita frieza ao marcar o primeiro gol, aos 9min da etapa inicial, ao rolar a bola para o fundo das redes após receber grande passe de Robinho. E o camisa 30, que apesar de não viver boa fase pelo clube, aproveitou-se de chute de fora da área de Lucas Silva, aos 33min do segundo tempo, para desviar o pé esquerdo na bola e ampliar a vantagem celeste. Os flamenguistas que foram embora antes do encerramento da partida deram ‘sorte’, pois não vivenciaram o ‘drama’ de ver o clube do coração correr o risco de sofrer uma goleada histórica no maior palco do futebol brasileiro. Nos minutos finais, o Cruzeiro desperdiçou duas grandes chances: uma com Raniel, aos 47min, e outra com Rafinha, aos 48min.

Mesmo em desvantagem na posse de bola (38% a 62%), o Cruzeiro criou as melhores oportunidades da partida e fez por merecer o resultado. Ao melhor ‘estilo Mano Menezes’, o time ‘deixou’ o adversário tocar a bola, foi firme na marcação e ágil nos contra-ataques. O bom futebol apresentado no Rio de Janeiro encerrou um jejum de nove anos sem ganhar no Maracanã. Outro feito relevante alcançado nesta quarta foi que Arrascaeta se isolou na condição de maior artilheiro estrangeiro da história do clube, agora com 46 gols em 173 partidas.
Pelas oitavas de final da Copa Libertadores, Cruzeiro e Flamengo voltarão a se enfrentar no dia 29 (quarta-feira), às 21h45, no Mineirão. Para se classificar, o time mineiro pode até perder por um gol de diferença. O Flamengo, por sua vez, precisará balançar as redes no mínimo três vezes caso não queira depender de uma decisão por pênaltis. Quem avançar às quartas de final, enfrentará o ganhador de Boca Juniors-ARG x Libertad-PAR. Os argentinos venceram o jogo de ida nesta quarta-feira, por 2 a 0, no La Bombonera. O ex-cruzeirense Ramón Ábila fez o primeiro gol dos xeneizes.
No domingo, às 16h, o Maracanã receberá mais um Flamengo x Cruzeiro, mas pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. A tendência é que o técnico Mano Menezes escale um time reserva, pois na quarta-feira seguinte, às 19h30, haverá o segundo confronto das quartas de final da Copa do Brasil, contra o Santos, no Mineirão. Na Série A, a Raposa está na oitava posição, com 25 pontos. Já o Fla briga pelo topo da tabela: ocupa a vice-liderança, com 34.

Arrascaeta

Foto: AFP/Carl de Souza

Com o gol marcado na vitória do Cruzeiro sobre o Flamengo, por 2 a 0, nesta quarta-feira, no Maracanã, pelo jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, o meia Arrascaeta se isolou como maior goleador estrangeiro do clube celeste. Ele chegou ao 46º gol, ultrapassando o atacante boliviano Marcelo Moreno, que tem 45.

Vale ressaltar que o uruguaio foi o melhor em campo no Rio de Janeiro. Com categoria, comandou o Cruzeiro, com toques precisos, prendendo a bola quando necessário, sofrendo faltas e servindo aos companheiros. Um jogo digno da qualidade do armador celeste, que participou dos dois gols: fez o primeiro e iniciou jogada do segundo, convertido por Thiago Neves.

Arrascaeta também subiu na lista de artilheiros do Cruzeiro em todos os tempos. Ele estava na 50ª posição. Agora, ocupa a 48ª, ao lado do ex-atacante Careca e do ex-volante Ricardinho.

O uruguaio tem sido decisivo em jogos contra o Flamengo. Em 2017, ele marcou no primeiro jogo da final da Copa do Brasil, no Maracanã, no empate por 1 a 1. No jogo de volta, novo empate (0 a 0). O Cruzeiro foi campeão nos pênaltis, ao vencer por 5 a 3.

Jejum

Antes deste triunfo, a última vez que o clube celeste deixou o Maracanã com a vitória foi  em 20 de agosto de 2009, pela 20ª rodada do Brasileiro. Com gols de Diego Renan e Fabrício, o Cruzeiro venceu o Flamengo de virada por 2 a 1. Desde então, houve 14 duelos no grande templo do esporte brasileiro, com cinco empates, oito derrotas e uma vitória, justamente o jogo desta quarta.

Essa, portanto, é a primeira vitória do Cruzeiro no novo Maracanã. O estádio ficou fechado em 2011 e 2012 para reconstrução e só voltou a ser reaberto em 2013, ano em que sediou a Copa das Confederações. Em 2014, a final da Copa do Mundo foi disputada no estádio carioca.

Em 2017, o Cruzeiro não venceu, mas arrancou importante empate por 1 a 1 no Maracanã contra o Flamengo, pela final da Copa do Brasil. Arrascaeta marcou o gol celeste, e a torcida celeste deixou o campo comemorando. No jogo de volta, novo empate, só que por 0 a 0. A Raposa foi campeã nos pênaltis (5 a 3).

Fonte: Super Esportes / Foto: AFP/Carl de Souza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *