Cruzeiro formaliza protesto na CBF contra arbitragem de jogos com Atlético e Flamengo

20150914121551983323uO Cruzeiro não ficou imune aos constantes erros de arbitragem neste Brasileirão. A diretoria celeste se sentiu prejudicada em dois jogos consecutivos e realizou um protesto formal junto à CBF, nesta segunda-feira, por meio do advogado Sérgio Rodrigues.

Contra o Flamengo, a arbitragem não marcou um pênalti de Samir em Paulo André, no primeiro tempo, quando o jogo estava 0 a 0 e o Cruzeiro era melhor em campo. Já no clássico contra o Atlético, a diretoria celeste reclama de um pênalti de Leonardo Silva (toque de mão), no primeiro tempo, também quando o placar estava zerado. O Cruzeiro ainda reclama de um impedimento de Willian mal anotado pelo assistente. Para a cúpula estrelada, a arbitragem se sentiu pressionada pelas constantes reclamações e acusações dos atleticanos.

”O pênalti do Leonardo Silva foi absurdo, do outro lado do estádio eu vi que foi mão. Contra a Ponte Preta a arbitragem errou para os dois lados. Contra o Flamengo houve pênalti claro em Paulo André. E ontem, impedimento de Willian mal marcado. Não acreditamos que haja má intenção, mas estamos sendo prejudicados. O árbitro ontem entrou em campo visivelmente pressionado, por isso não marcou o pênalti. O Sérgio Rodrigues foi hoje ao Rio levar uma reclamação formal contra a arbitragem. Esperamos que os erros não se repitam”, disse o vice de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin.

O dirigente ainda aproveitou para lamentar a arbitragem do clássico pelas semifinais do Campeonato Mineiro, contra o mesmo Atlético. “Este ano jogamos cinco clássicos e nos sentimos extremamente prejudicados em dois. Nas semifinais do Mineirão, o Edcarlos chutou a cabeça do Leandro Damião dentro da área, o árbitro foi avisado pelo assistente, mas ele disse que já havia marcado e não voltaria atrás”, relembrou.

Sutil provocação

Sem citar nome de nenhum clube, o vice de futebol do Cruzeiro ainda deixou no ar uma sutil provocação ao rival Atlético, ao dizer que alguns clubes têm tradição de reclamar da arbitragem. “Não acredito que haja esquema, mas temos de deixar claro que não estamos satisfeitos. Há clubes que têm tradição de reclamar da arbitragem. Já o Cruzeiro, historicamente, procura resolver na bola, mas não podemos ficar calados”.

Tags: seriea cruzeiro arbitragem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *