Corinthians é eliminado da Taça Libertadores pelo Guaraní do Paraguai

Mais uma vez o Guaraní, o mesmo algoz do Timão em 2015, na mesma Taça Libertadores. O roteiro parece o mesmo, não foi, entretanto o final voltou a se repetir; adversário classificado e Corinthians eliminado dentro de casa.

Era uma noite de festa na Arena Corinthians, mais de 40 mil pessoas lotaram o estádio com intenção de empurrar seu time e tirar a vantagem de 1 x 0 construída pelo rival na primeira partida. E logo aos oito minutos, o alívio, gol de Luan. O placar agregado mostrava o 1 x 1, até esse momento a vaga seria disputada nos pênaltis.

O Corinthians se mostrava nervoso dentro de campo, com menos de 20 minutos já estava com Pedrinho, Camacho e Cantillo amarelados. Aos 28 minutos, Pedrinho foi expulso, aumentando ainda mais o drama corintiano. Mas, Boselli tentou tranquilizar à fiel torcida e mesmo com 10 jogadores em campo o time de Thiago Nunes chegou ao segundo gol, resultado que classificaria o Timão para a próxima fase.

No segundo tempo, o Corinthians voltou mais recuado, melhor para o Guaraní que aos nove minutos diminuiu o placar em cobrança de falta. A partir desse momento, o time da casa se lançou todo para o ataque, os paraguaios tinham chance nos contra-ataques. Thiago mexeu, colocou Gustagol, Janderson e Lucas Pitón. No abafa e no coração de sua torcida, o time brasileiro tentava agredir o adversário que se portava bem atrás. Janderson até fez boa jogada e conseguiu igualar a partida no número de jogadores, após sofrer falta dura de Romaña.

O que se via era o desespero de ambos os lados, no final o Guaraní conseguiu se segurar e saiu classificado.

O Corinthians volta à cair na Pré-Libertadores nove anos após ser eliminado pelo Tolima em 2011. Na época,o trabalho de Tite também estava no começo assim como o de Thiago Nunes e o treinador foi mantido pelo mesmo Andrés Sanches, presidente em 2011 e em 2020.

Timão agora volta toda sua atenção para o Campeonato Paulista, no próximo sábado (15), enfrenta o São Paulo, no Morumbi, às 19h.

Redação CSul – Alisson Marques/Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *