Começa a Copa do Brasil 2019 – Boa Esporte estreia nesta quarta podendo já desembolsar R$ 600 mil

A Copa do Brasil, a maior competição nacional, tem início nesta terça-feira (5). Os duelos, com jogo só de ida, serão disputados nos dias 5, 6, 7, 12 e 13 de fevereiro. Os principais clubes do país começam o torneio fora de casa.

River-PI e Fluminense abrem a edição 2019 da Copa do Brasil. Os clubes se enfrentam às 21h30 (de Brasília) do dia 5, no estádio Alberto Silva, em Teresina. O Boa Esporte estreia na quarta, diante o Foz do Iguaçu.

Premiações

Em 2019, a competição repartirá, ao todo, R$ 278,29 milhões em premiações. Nas duas primeiras fases, há três faixas de remuneração, que levam em consideração o ranking da CBF e o histórico de participações na Série A do Brasileirão. Da 3ª Fase para frente, as cotas são iguais para todos, com o campeão podendo ganhar entre R$ 61,9 milhões — caso comece sua campanha nas oitavas de final — e R$ 67,3 milhões — caso participe desde a 1ª Fase e esteja na primeira faixa de remuneração. Confira:

— 1ª FASE:
– Faixa 1 | R$ 1 milhão;
– Faixa 2 | R$ 880 mil;
– Faixa 3 | R$ 500 mil;

— 2ª FASE:
– Faixa 1 | R$ 1,2 milhão;
– Faixa 2 | R$ 950 mil;
– Faixa 3 | R$ 600 mil;

— 3ª FASE: R$ 1,4 milhão;

— 4ª FASE: R$ 1,8 milhão;

— OITAVAS DE FINAL: R$ 2,4 milhões;

— QUARTAS DE FINAL: R$ 3 milhões;

— SEMIFINAL: R$ 6,5 milhões;

— FINAL: R$ 20 milhões para o vice e R$ 50 milhões para o campeão.

Boa Esporte

A equipe de Varginha estreia nesta quarta-feira (6), diante o Foz do Iguaçu, no Estádio do ABC. O Boa está treinando forte e vem de dois ótimos resultados nas duas últimas rodadas no mineiro, empate contra o Cruzeiro no Melão e goleada por 5×0 sobre o Tupynambás, fora de casa. A partida acontece às 20h30.

Se pelo menos empatar o primeiro compromisso, o Boa elimina o jogo de volta e desembolsa R$ 600 mil, o que torna a partida ainda mais importante para a equipe boveta. Caso passe pelo Foz do Iguaçu, o próximo adversário do Boa sairá da partida entre Central-PE x Ceará-CE.

Disputa de 2019

A edição deste ano será disputada nos moldes da de 2018: primeira fase com jogo único e mando de campo do clube pior ranqueado, com o visitante jogando pelo empate.

A segunda fase continua também sendo em jogo único. Nessa etapa, empate leva a decisão para os pênaltis.

A terceira fase já será no esquema de mata-mata (ida e volta). Quando ela terminar, haverá um novo sorteio entre os 10 clubes que sobraram. Eles disputam a quarta fase, também em mata-mata.

Depois, os cinco que sobrarem vão se juntar aos 11 times que entram diretamente nas oitavas de final, que serão em maio. São eles Palmeiras, Flamengo, Internacional, Grêmio, São Paulo, Atlético-MG, Cruzeiro e Atlético-PR (todos na Libertadores), Sampaio Corrêa (campeão da Copa do Nordeste), Paysandu (campeão da Copa Verde) e Fortaleza (campeão da Série B). Há um novo sorteio nessa fase.

Campeão 2018

Em 2018, o Cruzeiro levou o caneco de campeão da Copa do Brasil e faturou R$ 50 milhões da CBF pelo título. O clube celeste alcançou os R$ 61,9 milhões em premiação total durante a campanha. A Raposa venceu o Corinthians na final, por 2×1, para conquistar seu 6º título, se tornando o maior vencedor da competição.

Fontes: Globo Esporte e Futebol Marketing / Foto: Reprodução/Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *