Com 26 horas de duração, La Misión Brasil movimenta Passa Quatro

Prova de corrida de montanha teve distâncias de 80, 60, 35 e 15 km

A sexta edição da La Misión Brasil foi realizada no último final de semana em Passa Quatro-MG e contou com o apoio dos comerciantes e moradores de Passa Quatro-MG. Dezenas de pessoas compareceram à Praça Julio Regnier às 08h da manhã de sábado (17) para acompanhar a largada e incentivar os corredores, que passariam horas nas trilhas e montanhas da Serra da Mantiqueira.

A distância mais longa da prova, 80 km, teve tempo limite de 26 horas para a conclusão e o corredor Natanael Dias de Paulo aproveitou até o fim: ele foi o último atleta a cruzar a linha de chegada dentro do tempo válido, com 25h58min22 de prova, já na manhã de domingo (18).

Bem antes dele, com 12h14min de prova, quem passou pelo pórtico e foi recebido com festa no centro da cidade foi o carioca Welliton Carius, campeão do percurso de 80 km, que correu pela primeira vez a La Misión Brasil.

“Foi uma honra correr aqui, decidi de última hora, mas a prova foi impecável em todos os sentidos e eu consegui me superar. Eu liderei até o Capim Amarelo, o Chico me passou porque ele conhece a Serra Fina e eu não conhecia, o terceiro colocado me atacou, mas eu consegui organizar a casa, coloquei tudo no lugar e graças a Deus consegui vencer”, relata o campeão, que foi seguido por Chico Santos (12h18min04) e César Picinin (12h27min35).

Entre as mulheres, a campeã do maior percurso foi a mineira Elizabete Prado que, ao contrário de Welliton, conhece muito bem a Serra Fina e conseguiu alcançar o objetivo de baixar o seu tempo, terminando a prova com 16h32min29, quase uma hora à frente da segunda colocada.

“Foi sensacional, eu vim esse ano para conseguir superar o meu tempo. Eu saí de quinto lugar, na Pedra da Mina passei a Camila Feijó, corremos juntas por algum tempo e depois consegui abrir. Eu dou muito valor aos pontos de controle da prova, porque nos restauram”, conta a campeã, que chegou à frente de Michele Schneider (17h26min24min) e Mariana Scarpelli (17h30min35). No PC Paiolinho os atletas das provas longas encontraram uma refeição quente, enquanto na Casa de Pedra havia Guaranita Cibal e doce de leite para recarregar as energias.

O percurso de 50 quilômetros sofreu uma alteração de última hora devido a questões técnicas relacionadas às propriedades particulares por onde as trilham passam. Os atletas foram informados no congresso técnico, na sexta-feira, e a prova passou a ter a distância de 60 quilômetros.

“Tivemos contratempos, principalmente na distância de 50 km, e por questões de segurança precisamos alterar o percurso e apresentamos uma nova distância aos atletas. Não era o que queríamos entregar como sonho, mas para os próximos anos vamos trabalhar para melhorar essa situação, mesmo sabendo que não conseguiremos tirar essa frustração dos atletas”, avalia Paulo Lamin, organizador da prova.

Mais de 1000 atletas competiram nas quatro distâncias: 15, 35, 60 e 80 quilômetros. [Ney Evangelista / Divulgação]
O mais rápido da distância de 60 quilômetros foi o mineiro Thiago Gonzaga (8h02min50), seguido por Reberton Silva (8h09min40) e Jefferson Dias (8h25min37). Entre as mulheres, a campeã foi Rosângela Amaral (9h50min17), seguida por Ingrid Trindade (9h52min38) e Isabela Gonzaga (10h05min17).

“A prova foi dura, muito rolada, eu dei 100% o tempo todo, não tinha como dar nenhuma brecha, quando chegou na Casa de Pedra eu pensei ‘tem que ser agora’ e dei tudo o que eu tinha para conquistar a minha primeira vitória”, conta o campeão Thiago Gonzaga.

A classificação dos atletas, geral e por faixa etária, de todas as distâncias (80, 60, 35 e 15 quilômetros) está disponível no site da La Misión Brasil. (www.lamisionbrasil.com.br).

Os atletas de todas as distâncias que completaram a prova foram premiados com uma cerveja Suprema da Serra personalizada com o seu nome e com um agasalho fleece La Misión Brasil produzido pela Salomon. Além disso, durante todo o evento, artesãos da cidade venderam souvenires com o logo da prova, além de produtos locais, como queijos e cachaças.

“Com mais de 1000 atletas inscritos, a La Misión Brasil 2019 recebeu o maior público de todos os tempos, foi o maior evento esportivo já realizado em Passa Quatro e conseguiu unir toda a cidade em torno da prova. Entregamos um grande evento, os atletas conseguiram realizar sonhos e o evento se consolida no cenário nacional de corrida de montanha”, afirma Lamin. “A expectativa para 2020 é apresentar um trabalho ainda melhor. A excelência passa pelo zelo de ouvir os atletas, staffs e demais pessoas envolvidas para que possamos corrigir os erros e evoluir”, completa.

Staffs da prova estavam prontos para auxiliar os atletas em diversos pontos do percurso – previamente listados no guia do atleta. [Emanuel Galafassi / Divulgação]
A próxima edição da La Misión Brasil já tem data marcada: 15 de agosto de 2020. As inscrições e demais informações sobre distâncias e percursos serão divulgadas pela organização da prova a partir do dia 1º de dezembro de 2019.

Sobre a prova

A La Misión Brasil é uma realização Tambo, com apoio da Prefeitura de Passa Quatro, Guaranita Cibal, Cerveja Suprema da Serra e Barra de Cereal Energética Dobro. Mais informações em www.lamisionbrasil.com.br.

Fonte: koda / Foto destaque: Ney Evangelista / Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *