Brasil vence o México com gols de Neymar e Firmino e vai às quartas

Em uma Copa do Mundo em que quatro favoritos já voltaram para a casa – Alemanha, Argentina, Portugal e Espanha –, o Brasil contou com sua maior estrela para chegar às quartas de final pela sétima vez consecutiva. Foi de Neymar o gol e a assistência da vitória brasileira sobre o México, por 2 a 0, nesta segunda-feira, na Arena Samara, que classificou a Seleção Brasileira entre as oito melhores.
Agora, a equipe do técnico Tite aguarda o vencedor de Bélgica e Japão, que se enfrentam às 15h (de Brasília), em Rostov do Don. Para a próxima fase, o Brasil não terá Casemiro, que recebeu segundo amarelo e vai cumprir suspensão automática. Fernandinho é o substituto natural. Já os mexicanos foram eliminados nas oitavas de final pela sexta vez seguida, amargando derrotas nesta fase desde os Estados Unidos’1994.
Neymar marcou primeiro gol do Brasil e deu assistência para Firmino completar a vitória / AFP

Neymar foi o protagonista da partida, seja pelo gol, por um drible plástico que quase resultou em gol no primeiro tempo, pela assistência e pelas faltas sofridas. O camisa 10 foi mais uma vez caçado em campo, com direito a empurrões e pisão no tornozelo. Mas não foi só Neymar quem brilhou. Depois de passar apagado na primeira fase, Willian fez jogo impecável. Foi ele quem, aos 6min do segundo tempo, invadiu a área e cruzou rasteiro para Neymar marcar seu primeiro gol em fase final de Mundial na carreira – o segundo em quatro jogos na Rússia, dividindo artilharia com Philippe Coutinho.

Para mostrar como o Brasil foi superior no ataque, a equipe finalizou 21 vezes, sendo 10 no gol, contra 11 dos mexicanos, que incomodaram Alisson apenas uma vez. Como pressionou nos minutos finais, o México acabou tendo maior posse de bola: 54%. O aproveitamento de passes do Brasil também chama a atenção, mantendo o aproveitamento acima dos 80%.
A zaga brasileira, mais uma vez, foi segura. Thiago Silva, capitão pela segunda partida, tem sido o ponto de equilíbrio do Brasil. Casemiro também fez outro grande jogo, mas pecou ao receber mais um cartão.
MUDANÇAS

O técnico Juan Carlos Osorio optou pelo experiente Rafa Márquez para o meio-campo, aumentando a força de marcação. Em sua quinta Copa do Mundo – igualando recorde de Carbajal, Lothar Matthaus e Gianluigi Buffon –, ele jogou na frente da defesa, dificultando a vida de Philippe Coutinho.
Não foi um primeiro tempo fácil para o Brasil, que só levou perigo em jogadas individuais. Os mexicanos conseguiram igualar o Brasil na posse de bola e, com seis minutos, a torcida se arriscou a gritar olé. As três melhores chances do Brasil pararam em Ochoa: aos 5min, ele defendeu chute de Neymar. Aos 24min, o camisa 10 do Brasil conseguiu uma bela finta em Álvarez, mas parou no goleiro. Aos 32min, foi a vez de Gabriel Jesus ter o chute defendido por Ochoa, que já havia brilhado há quatro anos, segurando empate sem gols na primeira fase.
O México, por sua vez, fez valer a estratégia de Osorio. Nos escanteios, apenas quatro jogadores ficavam posicionados na área, o que obrigava jogadores como Thiago Silva não subir para os escanteios, com medo de contra-ataque. Os velozes Vela e Lozano alternavam de lado e levaram a melhor sobre Fagner. Mesmo assim, não conseguiram finalizar nenhuma vez no gol de Alisson.
GOL E ALÍVIO
No segundo tempo, Rafa Márquez deu lugar a Layún, que passou ocupar a lateral-direita, enquanto Álvarez (já amarelado) foi para o meio. O Brasil quase abriu o placar com Coutinho, mas Ochoa salvou mais uma vez. Mas, depois de tanto tentar, finalmente o ataque brasileiro superou o goleiro: aos 6min, Willian fez linda jogada, invadiu a área e cruzou rasteiro para Neymar empurrar para o gol: 1 a 0. Foi o primeiro gol de Neymar em uma fase final de Copa do Mundo. Na comemoração, foi carregado por Paulinho.
Foi um jogo de redenção para Willian, que não havia feito bons jogos na primeira fase. Pouco depois da assistência, ele entrou na área e chutou forte para o goleiro espalmar. Nos minutos finais, o México tentou pressionar, mas sem sucesso.
Aos 30min, a torcida brasileira começou a pedir por Firmino. O jogador do Liverpool entrou em campo aos 41min e, dois minutos depois, recebeu passe de Neymar para sacramentar a classificação brasileira: 2 a 0.
Fonte e Foto: Super Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *