Brasil enfrenta o Paraguai nesta quinta

Partida acontece às 21h30 na Arena do Grêmio; Confira o balanço da Copa América

Nesta quinta-feira (27), às 21h30, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, o Brasil enfrentará o Paraguai. O rival brasileiro foi conhecido após o empate por 1 a 1 entre Japão e Equador na última segunda (24). Os japoneses terminaram a primeira fase com dois pontos no Grupo C, mas saldo de gols menor que os paraguaios que, mesmo com dois pontos, avançaram como um dos dois melhores terceiros.

Curisosidade!

A última vez em que Brasil e Paraguai se enfrentaram na Copa América também foi em um dia 27 de junho e sim… Em disputa de quartas de final; aconteceu em 2015, e a Albirroja avançou as semifinais nos pênaltis.

Agora… fique com o Balanço da primeira fase da Copa América. Confira quem brilhou no campo, quem deu vexame, quem surpreendeu e os jogos mais lotados durante as partidas!

Colômbia segue brilhando
Sob o comando do português Carlos Queiroz, a Colômbia fechou a primeira fase com 100% de aproveitamento e com o nível das atuações de invejar, subindo a cada jogo. Até agora os colombianos seguem sem levar nem um gol.

Bolívia sofre nove gols
A Bolívia deixou bem clara a sua fragilidade em campo e foi eliminada com três derrotas, além disso teve a pior defesa, com nove gols sofridos. O Equador também não ficou atrás e mostrou um futebol de baixa qualidade.

Japão surpreende
Realizando jogos duríssimos contra as seleções sul-americanas mesmo tendo no plantes jogadores sub-32. A qualidade dos atletas chamou a atenção da galera!

Carrossel brasileiro
A seleção brasileira comandada pelo Tite apresentou altos e baixos, mas passou para a próxima fase da competição com uma goleada por 5 a 0 sobre o Peru, dando um voto de confiança ao torcedor brasileiro. O talento de alguns jogadores ajudou a resolver partidas mais complexas. São os casos de Everton Cebolinha e Coutinho, ambos com dois gols marcados.

Público e ingressos
Um fato que marcou a primeira fase de maneira salgada foi o valor dos ingressos. O mais barato custava R$120 (meia R$60), o que causou públicos pífios. Apesar das reclamações a Conmebol, no princípio manteve-se irredutível quanto aos valores, mas recuou com o torneio em andamento dando ingressos gratuitos em diversas partidas, incluindo no Mineirão, quando a partida entre Bolívia e Venezuela teve um público pagante inferior ao não pagante.

Confira os três maiores públicos pagantes.

Uruguai x Chile que duelaram no Maracanã, 49.275 pagantes, 8.167 de não pagantes e um total de 57.442 presentes. Com o valor bruto de R$ 2.400.080.

Brasil x Bolívia vem em seguida, com 46.342 pagantes, 918 não pagantes, e 47.260 presentes, tendo arrecadado R$ 22.476.630.

Brasil x Peru se consagra no terceiro lugar, com 42.317 pagantes, 2.750 não pagantes, e um total de 45.067 de presentes. A renda bruta da partida foi de R$ 10.0009.095

Mas falando dos maiores públicos, quem são os menores?

Confira os três menores públicos pagantes abaixo.

Venezuela x Peru na Arena do Grêmio, ao todo foram 11.107 pagantes, 2.63 não pagantes e um total de 13.370 presentes. Arrecadando uma renda bruta de R$2.400.080.
Bolívia x Venezuela já nessa partida que aconteceu no Mineirão, estiveram presentes 4.640 pagantes, 7.06 não pagantes, e ao todo 11.746 presentes, e uma renda bruta R$ 631.605.
Equador x Japão no Mineirão, o público pagante foi de 2.106, o não pagante 7.623, e um total de de 9.729 presentes, com a renda bruta de R$301.52

*Com informações do SuperFC e Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *