Brasil é campeão da Copa América

Enfim o primeiro título conquistado na ‘Era Tite’ no Maracanã. Após vencer o Peru, por 2×1, a Seleção Brasileira levantou a taça de campeão no estádio carioca, que estava lotado e registrou o recorde de renda divulgada na história do futebol do país: R$ 38 milhões.

Com gols de Cebolinha e Gabriel Jesus, que foi expulso e saiu chorando, o Brasil conquistou seu nono título da competição. Bolsonaro foi até o gramado e posou com jogadores e taça, além de ajudar a entrega de medalhas.

Artilharia

A edição de 2019 da Copa América terminou com dois artilheiros: o brasileiro Everton e o peruano Paolo Guerrero, que marcaram na decisão da competição. Mas Everton foi quem levou o prêmio da Conmebol de artilheiro – ele e Guerrero empataram também no número de assistências (uma cada um), mas, como jogou menos minutos do que o peruano, “venceu pela média”.

Daniel Alves foi o grande premiado. O lateral-direito garantiu o troféu de melhor jogador da Copa América após grandes atuações individuais.

Presidente foi recebido entre vaias e aplausos pela torcida no estádio. Não foi ele quem entregou a taça aos jogadores, mas ele chegou a segurá-la, comemorando o título junto ao grupo do Brasil / Foto: Mauro Pimentel/AFP

Público

A renda divulgada da final da Copa América bateu recorde. Com um público pagante de 58.584 pessoas, a receita total arrecada foi de R$ 38.769.850 milhões. O ticket médio foi de cerca de R$ 661.

Segundo informações do Comitê Organizador Local, o ticket médio para o público geral foi de R$ 507,31, e para hospitalidade foi de R$ 3.042,85.

Tite

Questionado, Tite se limitou a dizer que acertou um contrato até 2022 com o presidente da CBF, Rogério Caboclo. Para ele, o compromisso responde qualquer dúvida.

Ele não tem intenção de sair. Embora tenha se recusado a dizer com todas as letras que continuaria, comentou ações e ideias para os próximos meses. Tite tem apoio total do grupo de jogadores e um desejo fortíssimo de disputar – e conquistar – a Copa do Mundo de 2022.

Internamente, dirigentes da CBF, após o título, não admitiam qualquer chance do treinador pedir demissão e deixar a seleção brasileira depois de três anos.

“Não há saída de ninguém. A comissão técnica se mantém íntegra e permanente. Não há esse comentário”, disse o presidente da CBF, Rogério Caboclo.

Thiago Silva

Após a conquista do título, os atletas da seleção brasileira falaram sobre as críticas de Messi à Copa América. Thiago Silva respondeu o jogador exaltando as conquistas do Brasil.

“Isso é difícil de a gente comentar porque algumas vezes quando tem alguma derrota a gente procura tirar o foco da gente para jogar nos outros. Eu acho que ele não falou por maldade, mas a gente fica triste porque, tanto no jogo que nós perdemos de 6 a 1 para o Barcelona (pelo PSG) teve atuação do árbitro que, do meu modo de ver, foi ridícula. Mas, nós não demos declaração de que estava encaminhado para o Barcelona. Eu acho que a gente tem que respeitar a história. A gente não tem cinco estrelas à toa e nenhuma delas foi roubada. Foi jogada dentro de campo”, disse.

Fonte: Globo Esporte / Foto: REUTERS/Sergio Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *