Brasil derrota Paraguai, vence nos pênaltis e vai às semifinais da Copa América

NATACHA PISARENKO AP

Depois do 0 a 0 no tempo normal, brasileiros fazem 4 a 3 nas cobranças de pênalti e voltam à fase decisiva do torneio sul-americano depois de 12 anos

O Brasil superou nos pênaltis o Paraguai na última quinta-feira (27), na Arena do Grêmio, depois de empatar por 0 a 0 no tempo normal e está classificado para a semifinal da Copa América 2019. A seleção insistiu muito dentro de campo mas, mesmo com um a mais no segundo tempo, não marcou no goleiro Gatito, que teve grande atuação. Nas penalidades, apenas Roberto Firmino perdeu para os brasileiros, enquanto Gustavo Gomez e Derlis Gonzalez erraram do lado paraguaio. Coube a Gabriel Jesus bater o pênalti da classificação. Com a vitória, o Brasil afasta o fantasma do Paraguai, uma vez que foi eliminado pelo adversário nos pênaltis nas quartas de final das Copas América de 2011 e 2015, e aguarda o vencedor de Venezuela x Argentina. O Brasil volta ao campo na terça-feira (02), ás 21:30, no Mineirão.
Os brasileiros chegaram a quase 70% de posse de bola na primeira etapa e marcaram presença no campo de defesa paraguaio, mas só incomodaram o goleiro Gatito com dois chutes fracos de Firmino e Philippe Coutinho. O Paraguai, por outro lado, exigiu uma excelente defesa de Alisson finalização à queima roupa de Derlis Gonzalez. O restante do primeiro tempo foi marcado por muitas faltas, que resultaram em três cartões amarelos para a equipe paraguaia.
Pressionada pelo retrospecto contra o Paraguai, a seleção ficou mais aliviada quando Gomez parou em Alisson logo na primeira cobrança da disputa. Na sequência, Willian, Almirón, Marquinhos, Valdez, Coutinho e Rojas converteram até Firmino chutar para fora o quarto pênalti brasileiro. Para a sorte do atacante, Derlis Gonzalez também errou o gol na cobrança seguinte. Gabriel Jesus fechou as penalidades deslocando Gatito e classificando a seleção brasileira para as semifinais, fase que o Brasil não frequenta na Copa América desde a edição de 2007.
Gabriel Jesus

O gol da classificação nos pênaltis diante do Paraguai nas quartas de final da Copa América foi comemorado por Gabriel Jesus como um grande alívio. Depois de perder uma penalidade no jogo contra o Peru, na 3ª rodada da fase de grupos, o atacante do Manchester City revelou que viveu dias tristes na concentração da seleção brasileira. Embora seja o artilheiro da seleção após a Copa do Mundo com seis gols (todos em amistosos), ele vive um jejum de mais de 10 horas sem balançar as redes em partidas oficiais – mais de 600 minutos em nove jogos consecutivos entre Mundial da Rússia e Copa América..
Depois de começar a competição no banco de reservas, Gabriel Jesus conquistou a posição entre os titulares na terceira rodada da Copa América, mas não como um camisa 9. Ele atuou aberto no lugar que era de Richarlison, que agora está fora do time por enquanto por conta de caxumba.
Tite explicou em coletiva de imprensa que a escolha da revelação palmeirense para fechar as batidas de pênaltis foi feita pela comissão técnica e pontuou que Alex Sandro foi o único que pediu para não bater. Já na zona mista, Jesus destacou a importância do apoio dos colegas para que o gol fosse convertido. “Eu falei que queria bater e a ordem eles que fizeram. Só o Willian pediu para ser o primeiro. Todo mundo me perguntou (depois do erro contra o Peru) porque viu que eu estava chateado, mesmo tendo sido 5 a 0. Mas conversar com meus colegas e ter a confiança foi fundamental”, finalizou.

 

Fonte: El País * Com Informações do UOL Esportes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *