Boa Esporte perde para o Atlético-GO em partida polêmica e fica muito perto do rebaixamento

O Boa Esporte entrou em campo no último sábado (27) para a disputa da 33ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B, visando vencer para continuar respirando contra o rebaixamento. Mas, diante de um Atlético-GO superior, e de uma péssima arbitragem, a equipe de Varginha saiu de campo derrotada por 2×0 e praticamente carimbou sua vaga na Série C 2019. Apenas um milagre (já visto anteriormente com o Fluminense na Série A de 2009) deixará o clube na segunda divisão do campeonato nacional do próximo ano.

Por sua vez, o time goiano colou no G4. Soma agora 51 pontos na quinta colocação, apenas dois a menos do que o quarto colocado Goiás, que perdeu na sexta-feira para o Avaí por 3 a 0. Um resultado que anima os torcedores goianos.

O Boa Esporte segue na 20ª e última posição com 29 pontos, seis a menos do que o primeiro time fora da zona de rebaixamento.

DRAGÃO MELHOR, MAS SEM GOLS
O Atlético-GO se mostrou superior desde o início e chegou a balançar a rede adversária aos dez minutos, mas a arbitragem marcou impedimento de Thiago Santos. O Boa respondeu com Alyson aos 30 minutos. Ele recebeu na esquerda da grande área e chutou rasteiro. A bola quicou e quase enganou o goleiro, que mandou para escanteio.

Antes do intervalo, Renato Kayzer deu lindo chapéu no adversário, mas chutou fraco. Mesmo assim, o lance levou perigo.

GOL NO INÍCIO DA ETAPA FINAL
Na primeira boa oportunidade do segundo tempo, porém, o jogador não desperdiçou. Depois de cruzamento de Júlio César, Kayzer usou a cabeça para abrir o placar.

Com a vantagem, o Atlético passou a administrar o jogo e só levou perigo na parte final. Aos 36, André Luís quase marcou dentro da pequena área.

ANDRÉ LUÍS AMPLIA
Quatro minutos depois, ele marcou. Após cruzamento rasteiro na grande área, Denilson não alcançou, mas André Luís completou para o gol.

Antes do apito final, ainda deu tempo de William Barbio desperdiçar uma chance dentro da pequena área, mandando a bola no travessão.

DOIS PÊNALTIS RECLAMADOS
O Boa Esporte ficou na bronca com o árbitro da partida em dois lances, que segundo a equipe de transmissão do Premiere, deveriam ser marcados pênaltis. Primeiro a bola bateu no braço do zagueiro Oliveira, do Atlético-GO, aos 26 do 1º tempo e o árbitro mandou seguir. Depois, aos 27 do 2º, o mesmo Oliveira derrubou Thallyson e o juizão mais uma vez nada marcou.

PRÓXIMOS JOGOS
No próximo sábado, às 16h30, o Boa Esporte viaja até Alagoas, onde encarar o CRB no estádio Rei Pelé. O Atlético-GO joga no mesmo dia, às 17h, diante do líder Fortaleza no estádio Antônio Accioly.

Fonte: Futebol do Interior / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *