Boa Esporte perde 1 mando de campo e é multado por confusão na Série C

O Boa Esporte foi punido com a perda de um mando de campo mais multa devido à confusão generalizada que ocorreu durante a final da Série C do Campeonato Brasileiro contra o Guarani. O caso foi julgado nesta sexta-feira (25) pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Segundo o diretor de futebol do clube, Rildo Moraes, a equipe de Varginha foi penalizada com a perda de um mando de campo com portões fechados, a ser cumprido durante a Série B 2017. Além disso, o clube recebeu uma multa de R$ 10 mil devido à confusão que aconteceu ao término da partida, mais R$ 2 mil devido a um sinalizador jogado no campo e R$ 1 mil devido a uma confusão envolvendo um dos gandulas do jogo e um membro da comissão técnica do Guarani.

Ainda conforme o diretor, o Estádio Municipal de Varginha seguirá interditado até que novos laudos de segurança sejam apresentados e vistorias sejam feitas no estádio. O Guarani foi punido com a perda de um mando de jogo mais multa. O zagueiro Ferreira, que agrediu o árbitro durante a partida, pegou gancho de 6 meses.

Confusão no Estádio Melão (Foto: Reprodução EPTV)
Clubes foram denunciados após confusão generalizada no Estádio Melão (Foto: Reprodução EPTV)

O Estádio Municipal de Varginha, já havia sido interditado no dia 17 de novembro pelo presidente do tribunal, Ronaldo Botelho Piacente.

Conforme o diretor de futebol do Boa Esporte, o clube irá recorrer da punição imposta pelo STJD.

Denúncia
O Boa Esporte havia sido denunciado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva por não oferecer infraestrutura para garantir a segurança da partida, o que poderia gerar uma multa de R$ 100 mil até a parda de mandos de campo. Além disso, foi pedida também a interdição imediata do Estádio Municipal de Varginha, o Melão, até que se comprove que ele oferece segurança aos torcedores, o que foi acatado pelo presidente do tribunal.

O Boa Esporte também foi alvo de denúncia pela escalação de um gandula que atirou uma bola contra o treinador de goleiros do Guarani.

Fonte: Globo Esporte / Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *