Boa Esporte está rebaixado para Série C

Equipe de Varginha lutou, mas acabou pagando pelo rebaixamento com demissões de técnicos e trocas de jogadores com o campeonato em andamento

A batalha chegou ao fim, e dá pior da maneira possível. Depois de lutar contra o rebaixamento e de permanecer no Z4 desde o início do campeonato, o Boa Esporte não suportou a pressão e está matematicamente rebaixado para a Série C 2019. A situação já não era fácil e após derrota para a Ponte Preta nesta terça-feira (6), o rebaixamento se concretizou.

Com 29 pontos ganhos em 35 rodadas, a equipe boveta venceu apenas 7 jogos e perdeu outros 20. 26 gols foram marcados e 47 sofridos. A ineficiência tanto no ataque, quanto na defesa, fizeram com que a equipe sofresse em diversas partidas dentro do campeonato.

Após a partida diante da Ponte, que confirmou a queda, o goleiro Darley, do Boa Esporte, disse que os jogadores precisam erguer a cabeça nesse momento difícil para o time. “Não foi por falta de luta, fizemos grande partida, infelizmente a bola não entrou. A gente fica muito triste. Grupo é bom, mas é vida que segue. Tem que erguer a cabeça. Não tem mais muito o que falar”.

Agora, na próxima rodada, apenas cumprindo tabela, o Boa recebe o Brasil de Pelotas no Melão, em Varginha. O jogo acontece na sexta-feira (9), às 20h30.

Troca-troca

A grande troca de jogadores e técnicos na temporada pôde ter contribuído para a queda boveta. Foram quatro técnicos durante o ano, atuando na equipe, e diversos jogadores contratados e dispensados durante a Série B.

Sidney Morais iniciou a Série B, no comando, após ser questionado sobre a campanha no Campeonato Mineiro, e durou apenas algumas rodadas. Daniel Paulista, ex-comandante do Sport chegou para tentar retirar o Boa da lanterna da competição e não conseguiu um bom trabalho, sendo substituído mais a frente por Ney da Matta, velho conhecido do torcedor boveta. Com Ney, o time conseguiu uma melhora e até deixou a lanterna em algumas oportunidades, mas a instabilidade não continuou e a equipe acabou voltando para a última colocação. Com a falta de resultados, o técnico acabou pedindo demissão e Tuca Guimarães chegou para terminar o ano. Na mesma situação, não houve o que ser feito e o time acabou mesmo com o rebaixamento na conta.

Ascensão e queda

Emergente no futebol, o Boa por pouco não subiu para a Série A em 2014. A equipe deixou a classificação escapar nos minutos finais da última rodada, quando perdeu de virada para o Icasa, fora de casa. No ano seguinte, os mineiros amargaram a sua primeira queda para a terceira divisão nacional.

Em 2016 a equipe de Varginha, que vinha sendo a sensação no Campeonato Mineiro anos antes, foi rebaixada para a segunda divisão do Estadual, mas voltando no ano seguinte.

Ainda em 2016, depois do rebaixamento no estadual, o Boa conseguiu uma reviravolta, e acabou se sagrando campeão da Série C do Brasileiro, seu maior título na história, comemorado por toda torcida boveta.

Após dois anos na Série B, a equipe volta à C em 2019 e tentará novamente buscar o título e a volta por cima, para retornar a segunda divisão nacional em 2020.a a

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Premiere

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *