Atlético derrota Uberlândia se classifica às quartas do Mineiro

O Atlético está classificado para as quartas de final do Campeonato Mineiro. Em jogo com polêmica de arbitragem, que anulou um gol equivocadamente da equipe da casa, o Alvinegro bateu o Uberlândia por 2 a 0, no Parque do Sabiá, e garantiu sua vaga na próxima fase do Estadual com uma rodada de antecedência. Os gols saíram na segunda etapa, em belo chute de Ricardo Oliveira e em lance de oportunismo de Luan.

 O time de Thiago Larghi dominou a partida do início ao fim (teve 68% de posse de bola), criou boas oportunidades, principalmente no segundo tempo, mas parou no goleiro Roni e também no erro de pontaria de seus jogadores. Apesar disso, conseguiu uma boa vitória. Pelo lado do Uberlândia, muita reclamação por causa de um gol mal anulado de Daniel Pereira quando a partida ainda estava empatada.

Com o triunfo, o Atlético garantiu a classificação para as quartas de final. O Alvinegro está em terceiro, com 15 pontos, e não tem chances de alcançar o segundo colocado América. Na última rodada, o Galo recebe o Tombense, domingo, às 17h, no Independência, para confirmar a terceira posição. Já o Uberlândia segue na lanterna, com nove pontos, e enfrenta, na última rodada, a Caldense, fora de casa, tentando evitar a queda ao Módulo II.

O jogo

O Atlético teve apenas uma mudança na equipe titular para o jogo contra o Uberlândia: Cazares ganhou a vaga do suspenso Otero. A equipe de Thiago Larghi dominou a posse de bola na etapa inicial (74% e 26%), trocou mais passes (382 a 98), mas não conseguiu balançar as redes. O time da casa, mesmo na lanterna do Estadual e precisando da vitória, jogou com as linhas baixas, marcando a equipe da capital a partir de sua intermediária.

O Atlético tentou imprimir velocidade na sua parte ofensiva desde os primeiros minutos. A equipe, no entanto, não conseguia encontrar espaços. E numa das poucas investidas do Uberlândia, um erro grave de arbitragem. Após cobrança de escanteio, a bola foi desviada no meio do caminho e Daniel Pereira completou para as redes. O assistente Leonardo Henrique Pereira assinalou impedimento equivocadamente, já que Róger Guedes dava condição ao jogador do time da casa.

O lance foi atípico em relação ao que foi o primeiro tempo. O Atlético, apesar de ter criado poucas chances de perigo, mandou no jogo. Muitas vezes, no entanto, tinha que recuar a bola para os defensores, já que o Uberlândia não cedia espaços. Quando conseguiu criar boas jogadas, o Galo parou em noite inspirada do goleiro Roni. Na primeira jogada, Elias recebeu de Patric e parou no arqueiro adversário. Na segunda, Fábio Santos tentou cruzamento, a bola desviou e o goleiro estava atento para evitar o gol. Em outra, duas intervenções seguidas de Roni. Após boa troca de passes, Erik ficou livre e finalizou em cima do goleiro. No rebote, Fábio Santos bateu e o camisa 1 do Uberlândia fez outra grande defesa.

O Atlético voltou melhor para o segundo e abriu o placar logo aos 5’. Erik arrancou pelo lado esquerdo, deixou um marcador para trás e tocou para Ricardo Oliveira. Fora da área, o centroavante dominou ajeitando a bola para frente e acertou belo chute no canto de Roni para balançar as redes: 0 a 1.

Após o gol alvinegro, o jogo caiu de ritmo. Com a vantagem, o Galo passou a trabalhar com mais calma a bola. O Uberlândia seguiu sem conseguir pressionar. No entanto, o time da casa quase empatou após erro de Gabriel, mas Ricardinho finalizou para fora. Pelo lado do Atlético, Luan, que entrou no lugar de Róger Guedes, parou em boa defesa de Roni.

O Atlético também teve um gol anulado, com Ricardo Oliveira, que cabeceou para as redes após cobrança de escanteio. O árbitro assinalou falta de Leonardo Silva no lance.

O centroavante alvinegro teve outras chances de marcar, mas perdeu três oportunidades claras, todas cara a cara com o goleiro. Tomás Andrade ainda acertou a trave. E de tanto insistir, o Galo chegou ao segundo gol. Cazares fez boa jogada pelo lado esquerdo, driblou dois adversários e cruzou rasteiro para trás. Após corte da zaga, Luan apareceu para finalizar no alto, sem chances para Roni, e fechar o placar: 0 a 2.

Fonte: Super Esportes / Foto: Bruno Cantini

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *