Apresentado no América-MG, He-Man revela papo com técnico e alfineta o Galo

O América-MG apresentou, nesta terça-feira, o atacante Rafael Moura, contratado pelo clube no fim de dezembro. O jogador de 34 anos, que estava no Atlético-MG em 2017, teve propostas para deixar Belo Horizonte, mas preferiu seguir na capital mineira. Rafael revela que conversou com o técnico Enderson Moreira antes de aceitar a proposta do Coelho.

Atacante Rafael Moura foi apresentado pelo América-MG na tarde desta terça-feira (Foto: Guilherme Macedo)
Atacante Rafael Moura foi apresentado pelo América-MG na tarde desta terça-feira (Foto: Guilherme Macedo)

– Eu tive algumas sondagens e uma proposta oficial do Botafogo. Mas eu encontrei com o técnico Enderson Moreira em um aniversário de um amigo em comum, dei os parabéns a ele pelo título da Série B, e ele me contou sobre o ambiente do América, o lado família do clube e a estrutura tática que ele propunha também. Isso me chamou a atenção. Aí juntou a fome com a vontade de comer. Eu queria ficar em Belo Horizonte, ao lado da família. Teve esse projeto todo e o posterior convite do Salum e do Drubscky. Posso dizer que estou muito feliz, foi uma decisão acertada da minha parte – disse o atacante, que fez questão de ressaltar que o papo com o comandante do Coelho foi informal, quando ele ainda não sabia que deixaria a Cidade do Galo.

No Atlético-MG, Rafael Moura foi reserva do atacante Fred durante praticamente toda a temporada de 2017. Ele disputou 49 partidas, sendo 12 como titular, e marcou dez gols. O atacante considera que os números com a camisa do Galo foram bons e usou o desempenho de Ricardo Oliveira, recém-contratado pelo time alvinegro, para justificar a opinião.

– Quando você tem uma condição de reserva, é difícil ter minutos jogados e fazer números. Eu fiz 10 gols, e isso é bom para um reserva. O Ricardo Oliveira, que é titular do Atlético hoje, fez 12 gols no ano passado. Não quero comparar jogadores e números, de maneira nenhuma, mas acho que o América pode acrescentar muito ao He-Man e o He-Man pode acrescentar muito ao América – afirmou o jogador.

 Em 2018, Rafael Moura terá Bill e Aylon como principais concorrentes. O primeiro, artilheiro do Coelho na Série B do ano passado, com nove gols, assim como o He-Man, é centroavante de área. Aylon, por sua vez, sai muito da área para jogar. O novo centroavante alviverde vê com bons olhos a disputa por uma posição no comando de ataque alviverde.

– O treinador ganha uma dor de cabeça. É bom para o América-MG e para o Enderson, que têm dois atacantes acostumados a fazer gols, que são camisas 9 tradicionais. A temporada é longa, teremos muitas competições para jogar. Não dá para jogar todos os jogos. Tenho certeza que o Enderson vai saber fazer a mescla, e quem tiver melhor vai jogar.

O contrato de Rafael Moura com o América-MG foi publicado no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF nessa segunda-feira. Sendo assim, ele poderá estrear pelo clube no dia 17 de janeiro, contra o Patrocinense, pela 1ª rodada do Campeonato Mineiro. O jogo será às 19h30 (de Brasília), no Independência.

Fonte: Globo Esporte / Foto: Mourão Panda

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *