Após empate na estreia, técnico do Boa reclama de pênalti não marcado

Boa Esporte e Tombense ficaram no 1 a 1 no jogo de estreia na Série C do Campeonato Brasileiro. O empate, no entanto, não agradou ao técnico Julinho Camargo que se disse frustrado e questionou a não marcação de um possível pênalti para o time de Varginha já no segundo tempo da partida.

No lance, a bola é alçada na área e acaba tocando no braço do zagueiro Jorge Luiz, do Tombense. Depois sobra para o atacante Daniel Cruz, que manda para as redes já com o jogo parado. Para o treinador do Boa, a jogada foi similar a que resultou justamente no gol de empate do Tombense, marcado por Doriva em cobrança de pênalti.

– [Impedimento] é caracterizado quando o atleta toca na bola. Enquanto ele não tocar na bola, o jogador impedido, ela está em jogo. Porque eu te pergunto, o pênalti que ele deu do Júnior Lopes, se estivesse um jogador deles lá do lado do Daniel, ele não daria, porque o cara não está participando da jogada, ele não tocou na bola. O zagueiro dele simplesmente toca com a mão na bola sem ter ninguém tocando nele, ou alguém desviando o cabeceio. Ele pula sozinho na bola, e esse cidadão [o árbitro] finge que não vê.

Apesar de ter reclamado do lance, Julinho Camargo disse ainda ter considerado o resultado justo e espera que a equipe evolua nas próximas partidas.

– A gente ainda está com pequenos defeitos, vamos dizer, que a gente pode ajustar, se tornar uma equipe um pouquinho mais segura e correr menos riscos, para dar suporte para o ofensivo funcionar. O resultado foi justo, o empate foi justo, mas em um caminhar de início como este, que a gente sabe que todos os jogos vão ser muito difíceis, quando a gente tem uma oportunidade de ganhar o jogo, a gente fica triste de não ter ganho.

Mas o goleiro Daniel, que foi um dos destaques da partida, não ficou contente por não ter saído com a vitória, mas espera que o time use o resultado para ficar mais forte na competição.

– Logicamente por estar jogando em casa, fica uma frustração grande, pelas chances que nós criamos. Poderíamos também ter perdido o jogo, mas são situações que acontecem. Essa frustração fica e tem que servir de motivação para o próximo jogo – afirmou.

Julinho Camargo Boa Esporte (Foto: Reprodução EPTV)
Julinho Camargo, técnico do Boa Esporte, reclamou de pênalti não marcado (Foto: Reprodução EPTV)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *