Reflexões sobre fake news, o caso Jason Momoa e a era da pós-verdade

A polêmica envolvendo o ator Jason Momoa e as falsas acusações de assédio sexual escancaram novamente um dos maiores problemas da comunicação digital: as fake news. Notícias falsas têm tomado conta de todas as áreas e não parece haver força para que a sua disseminação seja contida.
No caso do ator havaiano, um vídeo editado e publicado por usuários brasileiros do Twitter mostrava o suposto momento em que ele apalpava os seios de uma garota. Uma rápida pesquisa levaria ao vídeo original, no qual estava uma boa parte do conteúdo que havia sido cortada, além da informação de que a menina com a qual estava abraçado era a filha dele.
Resultado: a assessoria do ator já entrou em contato com o fã clube brasileiro para identificar o autor do vídeo e as pessoas que o divulgaram, além de acionar as redes sociais para apagar de uma vez o material.
O que aprendemos com o caso de calúnia contra Jason Momoa? Que fake news pode caracterizar crime? Que não devemos acreditar de primeira em tudo o que vemos na internet? Seria o ideal, mas parece que as pessoas insistem em preferir os conteúdos rápidos aos confiáveis.

Fonte: Tenho mais discos que amigos

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *