Procura por procedimentos estéticos não invasivos aumentou 390% em dois anos

A busca por tratamentos que ajudam a melhorar a autoestima e até mesmo promover uma aparência mais jovem, fez  aumentar o número de pessoas que recorrem a procedimentos não invasivos, pois de 2014 a 2016, a procura por eles aumentou em 390%, segundo dados do Censo 2016, o último divulgado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Os mais procurados durante o período foram: preenchimento, toxina botulínica, peeling, laser e suspensão com fios, respectivamente. Com o aumento da demanda por esse tipo de procedimento, as clínicas médicas populares passaram a oferecer esses tratamentos estéticos com valores até 50% mais baixos do que os praticados em outros consultórios, além da facilidade de parcelamento.

Eles se tornaram uma alternativa para quem deseja melhorar a estética da pele sem precisar recorrer à cirurgias plásticas, e se tornaram populares por não serem permanentes. A Acesso Saúde – sistema de saúde particular sem mensalidade, que oferece atendimento médico e exames por meio de sua rede de clínicas, para a população que não conta com plano de saúde – oferece em suas unidades procedimentos não invasivos como drenagem linfática, peeling, limpeza de pele, preenchimento facial, aplicação de toxina botulínica, entre outros. A rede de clínicas populares viu a procura por esse tipo de tratamento aumentar 20% somente no ano passado.

“O botox, como  é popularmente conhecida a toxina botulínica e o preenchimento facial, técnica que ajuda na sustentação da face, com a aplicação do ácido hialurônico em pontos específicos (MD Codes) são os procedimentos mais procurados nas clínicas” comenta Antônio Carlos Brasil, fundador da marca. O empresário conta que um outro procedimento muito procurado pelos pacientes é o peeling, que remove as camadas superficiais da pele e ajuda na produção de colágeno.

Além da qualidade e segurança, os preços oferecidos para a realização dos procedimentos são mais acessíveis, o que de acordo com o empresário motiva a escolha pelas clínicas da marca. “O custo benefício é um aspecto importante a ser considerado para quem deseja preservar a vaidade, por isso sempre buscamos atender a demanda da população, oferecendo um serviço de qualidade e com um preço menor”, explica.

A demanda maior por procedimentos estéticos na rede é feita por pessoas acima de 25 anos, sendo inclusive procurados pelo público masculino. Atualmente, a Acesso Saúde oferece tratamentos estéticos em mais de 20 unidades da rede espalhadas pelo País, com valores até 50% mais baixos do que os praticados pelo mercado.

Sobre – Fundada em 2006, pelo administrador de empresas Antônio Carlos Brasil, a Acesso Saúde é um sistema de saúde particular sem mensalidade, que oferece atendimento médico e exames por meio de sua rede de clínicas, para a população que não tem plano de saúde. São mais de 30 especialidades e 1.200 tipos de exames. A marca tem presença em 12 Estados brasileiros, conta com 31 unidades em operação e previsão de chegar a 50 unidades, em 2018.

Fonte: Missão Comunicação / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *