Padres do Sul de Minas gravam disco e já têm data para turnê internacional

Depois de frequentarem o mesmo seminário quando jovens, dois padres que se formaram juntos se renderam à carreira musical em São Sebastião do Paraíso. Rodrigo Papi e Sérgio Bedin gravaram um disco e estão com a agenda de shows lotada. Para o próximo ano, tem até apresentação internacional.

Natural de Itajubá, aos 17 anos Rodrigo Papi foi para o seminário na cidade de Brodowski(SP). Na época já cantava, era barítono e logo ingressou no grupo de canto. Foi aí que conheceu o padre Sérgio Bedin, que é tenor.

“As comunidades hoje são muito acolhedoras, principalmente quando chega um padre novo na cidade. Eu fui muito bem recebido por aqui”, disse o padre Rodrigo Papi.

Depois de ordenados, eles seguiram rumos diferentes, mas se reencontraram em São Sebastião do Paraíso. Uma delas fica no município, a outra em Pitangueiras (SP). E nos últimos 15 anos, cada um deles gravou um disco e foi depois de um encontro, em uma igreja na cidade mineira, que eles se uniram novamente.

“A música começou a entrar na minha vida, comecei a aprender violão e ela chegou como um presente e um dom”, disse Rodrigo Papi.

Já Sérgio Bedin começou na pastoral. “A música faz parte da minha vida. Comecei a cantar não apenas no seminário, mas na igreja, casamentos, encontros”, lembrou.

Disco em dupla
padres2O trabalho dos dois padres ganhou força com a gravação de um CD, que além de auxiliar na evangelização,  tem um estilo bastante moderno.

Com linguagem acessível, eles escolheram a canção ‘Santíssima”, que cantaram juntos há 15 anos, para o lançamento da dupla. A música já ganhou, inclusive, um videoclipe. “Foi uma maneira de resgatar as lembranças e agradecer por esta nova etapa. A música consegue chegar no interior de cada pessoa, mobiliza as pessoas a se aproximarem mais de Deus e uma das outras”, disseram os padres.

A união deu certo, tanto que a partir do disco “Só um Deus”, começaram a chegar convites de diferentes locais, o que surpreendeu os religiosos. “Esperávamos divulgar o trabalho nas igrejas de Minas Gerais e São Paulo, mas os convites estão chegando de longe”, comentaram, antes de brincar com o estilo musical.

“As pessoas sempre perguntam se é uma dupla de padres sertanejo, mas sempre esclarecemos que não, nossos estilo é mais pop, músicas de oração e louvor, realmente para todas as idades”, acrescentou Bedin.

Tanto que na próxima semana os padres devem se apresentar no Maranhão, em setembro em Franca (SP) e para 2016 já tem agenda confirmada em um cruzeiro internacional, com Buenos Aires e Montevidéu.

Devolutiva do público
E quando não está celebrando missas, Rodrigo Papi  costuma conversar com os fiéis ali mesmo, no banco da igreja. A atenção dispensada faz o sacerdote ser muito querido por todos.

“Para mim, o padre é um pai espiritual. É através dele que chegamos a Deus”, disse a cirurgiã dentista Cristiane Moraes Pádua.

Já a auxiliar administrativo, Cristiane Ferreira Campos disse que sabe do dom dos padres, e aprova. “Muitas vezes as pessoas não vão à missa, mas tendo alguma distração assim, acho bem interessante”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *