Novo ‘Saia’ estreia nesta quarta (8)

Elenco. Pitty, Astrid Fontenelle, Mônica Martelli e Taís Araújo na nova temporada do “Saia Justa”
Elenco. Pitty, Astrid Fontenelle, Mônica Martelli e Taís Araújo na nova temporada do “Saia Justa”

Saem Maria Ribeiro e Barbara Gancia, entram Taís Araújo e Pitty. A partir desta quarta-feira (8), às 21h30m, no GNT, atriz e cantora juntam-se a Astrid Fontenelle e Mônica Martelli no sofá do “Saia Justa”, para a nova temporada do programa.

“Se eu tivesse que chutar a razão de eu ter sido chamada, diria que é porque eles sabem que eu gosto de conversar e estou aberta ao diálogo sobre questões comportamentais e sociais”, diz Pitty. “Não sei o que o público pode esperar, porque também é novo para mim. Mas acho que vão acabar vendo eu sendo eu, seja lá o que isso significa (risos). Talvez uma pessoa disposta a contribuir para as discussões de forma saudável, democrática e aberta”.

Para Taís, a proposta do “Saia Justa” é justamente levar ao ar ideias “até mesmo divergentes”. “É isso que o faz tão interessante! Todas as meninas têm origens e histórias muito distintas, o que torna o papo provocante e faz com que todos, no sofá ou em casa, reflitam. Eu espero trazer novos pensamentos. E também aprender muito com elas, é claro”.

A atriz diz ainda que a exibição ao vivo “só torna as coisas mais emocionantes e verdadeiras”. “É evidente que, quando colocamos as nossas ideias, as pessoas podem discordar delas”, pondera Taís.

Debates. Pitty diz que a maior de todas as saias justas é ter de lidar com “gente invasiva e desrespeitosa”. Já Taís acha que a “verdadeira saia justa é quando você não consegue se fazer entender”. “É quando você quer explicar algo para alguém e não consegue achar as palavras certas, não consegue se comunicar fazendo com que ela te entenda. E não estou falando em concordar, não. É sobre encontrar os termos exatos”, opina a atriz.

Astrid, responsável por mediar os debates do programa desde 2013, lembrou de uma situação recente para falar sobre o tema. “A última (saia justa) que vi foi a gafe do Oscar. Que situação! Sair dessa vai demorar”, afirma Astrid, referindo-se à troca do nome do premiado como melhor filme, com resultados desastrosos e constrangimento geral para as equipes perdedora (de “La La Land: Cantando Estações”) e vencedora (“Moonlight: Sob a Luz do Luar”), no último dia 26.

Pitty conta que conhece a apresentadora e mediadora do programa de “outros carnavais”. “Ela fez uma cobertura pra MTV em Salvador nos idos dos anos 1990 e acabou cruzando com a cena de rock da cidade e comigo, que era vocalista do Inkoma. História longa (risos)”.

Já com as outras participantes a relação da cantora está apenas começando – foi no teste para o GNT que Pitty “conversou mesmo” com Mônica e Taís. Ela diz, porém, que ainda não sabe como vai conciliar a agenda de shows com as gravações para a TV. Por ora, explica, não tem nenhuma turnê marcada pelo tempo que se deu de dedicação “exclusiva” à filha, Madalena, nascida em agosto do ano passado, fruto de seu casamento com o baterista Daniel Weksler. “Vou descobrir fazendo”, diz ela.

Fonte: O Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *