Artigo Juarez Alvarenga – Ninguém tem a receita da felicidade

Felicidade ninguém tem a receita, porém cada um tem uma.

         Para mim felicidade é viverem só os problemas inevitáveis. O que se vê na pratica, são acúmulos de problemas evitáveis,  procurado gratuitamente pelo ser humano dentro da batalha existencial.

         Os problemas, inevitáveis apesar da profundidade, são raros. A vida, na sua generosidade, nos poupa bastante sua procriação. Ao caso que os problemas evitáveis são sedutores descuidos da mente humana, na sua busca de autenticidade vivencial. É algo negativo, que nosso psíquico procura com facilidade, para atormentar seu cotidiano.

         Outra receita, é que devemos ser felizes, na simplicidade e de acordo com o nosso poder aquisitivo.

         Conheço um colega que é feliz, quando tem dinheiro, para comprar pilha que funciona seu radio, para ouvir jogo do Cruzeiro.

         Ao abaixarmos nosso ideal de felicidade, a vida  trará na sua acidez potencial vigoroso de adocicação da existência.

         O importante é sermos felizes dentro das obrigações cotidianas. Pensar grande e perceber que a felicidade está em processo evolutivo continuo.

         Não igualar os dias e diferenciar, com introdução sequencial de que os sonhos, são colunas que sustentam o peso da realidade enfrentada. Estes fragmentos utópicos, fabricado com inteligência, dentro da rotina até se transformar em obras faraônicas totalizando o apogeu das lutas diárias.

         Cultive seu canteiro da felicidade. Plante  só otimismo e se inseticida   não der conta de arrancar os frutos contaminados pelo ceticismo, desilusão e comodismo arranquem com força do fundo do seu psíquico ou então semeei  em novo canteiro, onde as fertilidades das terras sejam ideais e as experiências anteriores irão fabricar uma safra selecionada de frutos pungentes e saborosos adocicando a vida.

         Felicidade está na porta do seu sol diário. Clareia sua mente de positividade e se seus amanheceres é um tormento, saia desta crueldade masoquista, pois a vida é uma obra inacabada, onde nós construtores inteligentes temos o direito de iniciar nossa existência ao nosso jeito a cada amanhecer. Basta, com sutilezas, empurrar a porta e infiltrar dentro  sonhos que serão como uma locomotiva no trilho de sua história vivencial.

Juarez Alvarenga
Advogado e escritos
Rua Antônio B. Figueiredo, 29
Coqueiral-MG
CEP: 37235-000
Telefone: (35) 99176-9329
E-mail: juarezalvarengacru@gmail.com

 

Foto: pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *