Artigo Juarez Alvarenga – Espírito de Época

A conjuntura da sociedade é variável com o tempo, quanto mais antiga, menor é a dinâmica social. O que antigamente gastava cem anos para mudar, hoje, se transforma em cinco anos, em toda seara do desenvolvimento humano.

Cada tempo tem seu estigma social que chamamos de espírito de época.

Na década de trinta tínhamos as ditaduras. O fascismo na Itália, o salazarismo em Portugal e o franquismo  na Espanha. E no resto do mundo os sistemas fortes eram o modismo da época.

Atualmente na America Latina, temos o populismo que parece estar em estado terminal.

Passando a analise, para os grotões percebemos que as mudanças são ainda mais lentas.

Das capitanias hereditárias, até o fim do século XX, o modismo durou dando a impressão que era eterna.

Até então, em pleno século XXI, a metamorfose foi profunda e significativa.

A aristocracia rural, acostumada com excessiva generosidade social e com a quase eternização no poder, passou varias gerações no ápice da pirâmide. ESQUECEU QUE A ERA DAS DÁVIVAS ESTAVA NO FIM E QUE O MUNDO ATUAL É DAS ERAS DAS CONQUISTAS.

Hoje, percebemos que a corrida para o poder tem novo perfil.

A aristocracia rural, antigamente que começava a corrida pelo meio, na atualidade, tem que começar a disputa pela igualdade de condições. Sem contar com a substancial evolução do povo.

Aqui em Coqueiral, percebemos um fenômeno sociológico novo. O povo subiu, significativamente, e as elites desceram notoriamente nivelando a sociedade.

A aristocracia rural tem como única alternativa o saudosismo, pois ressuscitar o passado é uma tarefa quase impossível. O quadro é outro e a realidade é outra. Terá resistência consistente, pois a mesma  sociedade, que no passado o idolatrou, hoje com a evolução é hostil a sua seletiva visão vivencial.

O espírito de época atual é mais democrático e sem senhores vitalícios. A sociedade contemporânea, não tem donos, como antigamente e sim conquistadores. O direito da igualdade deixou de ser formal para ser real.

As oportunidades estão em aberto possível a qualquer um transformar em êxitos.

O espírito de época  moderno é circunstancialmente democrático. Não  estigmatiza o individuo pelo nascimento, como antigamente, e sim pela sua desenvoltura dentro da sociedade.

Hoje, a sociedade libertou  de suas rígidas visões e a moderna tem duração efêmera.

A sociedade estática, excessivamente conservadora e tradicional do passado foi extinta.

Hoje, sim temos modismo efêmero e a única coisa que parece que eternizou é não a volta ao passado de privilégios gratuitos.

A dinâmica da sociedade é excessivamente acelerada e o espírito de época é quase de duração do embrião natimorto.

Juarez Alvarenga
Advogado e escritor
Rua Antônio B. Figueiredo, 29
Coqueiral – MG
CEP: 37235 000
Telefone: (35) 99176-9329
E-mail: juarezalvarengacru@gmail.com 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *