Artigo Juarez Alvarenga – Dentro da noite

A noite é um espetáculo humano de luzes e paz. É o antro dos casais apaixonados.

         Nos arredores  da vida, existem acontecimentos que perpassam somente um ângulo privilegiado das estrelas brilhantes, que dos alto só vê espaços infinitos, para semear seus sonhos no firmamento noturno.

         Na noite, o homem mostra sua capacidade de diluir estrelas e traçar caminhos, sob o brilho das constelações divinas.

         O caminhar da noite é de menos obstáculos e  mais naturalidade espontânea, onde os passos noturnos exigem mais segurança, porém o atrevimento humano atinge o ápice da ousadia, da grandeza da caminhada.

         Acreditar que é sob a noite que temos uma visão panorâmica de nossos sonhos, é o que nos leva a desarmar nossos arsenais de ceticismo e substituir por motivações  de credenciais de necessidades  racionais.

         É dentro da noite, que os cães vira-latas percorrem as ruas solitárias no frio do inferno, procurando porções de alimentos deixadas pela sobras humanos nos lixos das casas fechadas. Nesta paisagem desumana vemos o outro lado  de cientistas compromissados com o silencio sábio procurando soluções grandiosas,  para a humanidade.

         Depois de muitos treinos, cientistas captam nos laboratórios cosmopolitas nas madrugadas, soluções quase magicas para o destino da humanidade. São lampejos, como aqueles do Neymar num jogo sonolento onde de repente, a genialidade mostra sua capacidade de improvisação  capaz de mudar a trajetória humana, num lampejo também humano.

         A mesma noite, em que o homem maltrata os cães vira-latas, pelos lares acontece que homens especiais, buscam soluções geniais para um novo destino humano. É na noite, onde os antros geniais penetram, com sua curiosidade e nos trás soluções quase magicas. A noite é para os gênios o deleite da contemplação, em busca de soluções diferenciadas.

         As noites são uns instrumentos de silencio sábios, realizações que nascem, sob os estalos mágicos de avanços gigantescos.

         A noite é o paraíso dos sábios, e neste paraíso é que  que a humanidade muda de patamar. Daí, sua soberba necessidade.

         É dentro da noite, que nasce às poesias grandiosas, planos mirabolantes e soluções geniais.

         Por isso, o homem precisa da noite, para interromper suas realidades defeituosas e traçar novos figurinos, para que antigos sonhos se mantenham e só seja destruídos com sua realização no entrar do sol escaldante. Realizando, com retumbantes utopias impulsionadas pela força da noite, que locomove toneladas de obstáculos diurnos estagnados pela monotonia cotidiana.

         É dentro da noite, que plantamos nossos alimentos reais que irão revigorar nossa realidade, com ações da força de um leão, na sua destemida luta para sobreviver.

         É dentro da noite, que as portas da magia os convidam para entrar e  só sairá dela fortalecido pelos instrumentos impulsionadores de gigantesca realidade, de até então estagnada, pela falta de força intima.

         É dentro da noite que chegamos à superfície do mar e colocamos nossa cabeça, para fora e avistamos com os olhos acasalar sonhos noturnos com realidades diurnas.

Juarez Alvarenga
Advogado e escritos
Rua Antônio B. Figueiredo, 29
Coqueiral-MG
CEP: 37235-000
Telefone: (35) 99176-9329
E-mail: juarezalvarengacru@gmail.com

Foto: http://novasemente.org/naquela-noite/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *