Artigo Juarez Alvarenga – Agronegócio Brasileiro

 É historicamente perceptível a importância da agricultura para o Brasil.

         Desde das capitanias hereditárias, até hoje, as questões fundiárias vem sendo tratadas com passionalidade e equívocos.

         A antiga mão de obra da agricultura primitiva foi os escravos. Veio sua libertação, e, dentro do desenvolvimento natural, proporcionado pelo tempo, foi sem duvidas na agricultura que a evolução se delineou um processo inesperado.

         Dos escravos ao trabalhador rural, o agronegócio brasileiro, se deu dentro de um processo de ordem e decência.

         O trabalhador rural moderno, do agronegócio passou da escravidão, para a classe média baixa, um processo extremamente significativo.

         Isto, porque houve uma continuidade inteligente do processo fundiário brasileiro.

         Como as marés, que levantam todos os tipos de barcos, o agronegócio brasileiro, pungente precisa continuar sua linha ascendente ilimitadamente.

         A história é como rios, no seu leito natural, têm seus contornos próprios, onde às aguas com seus fluxos se ramifica. Tentar conter, é criar desconforto, para sua trajetória natural. Todas as vezes que tentaram interromper a trajetória da história, houve erupções agudas abruptas acarretando  retrocessos significativos.

         Cabe ao homem, aprender com a história. O processo continuo, inteligente e natural de seu ritmo, nos levará, quase sempre, ao sucesso total.

         Prevejo, para as novas gerações do campo, num espaço relativamente curto, o trabalhador rural do agronegócio passar, para tão sonhada classe media média.

         Com o impulso, desta geração, seus descendentes sairão mais instrumentalizados, tendo melhores condições para voar.

         Com isto, deduzimos que a reforma agraria nos latifúndios produtivos é extremamente desnecessária.

         Com o capital empreendedor, do agronegócio, seremos o primeiro segmento a chegar ao topo do mundo.

         A agricultura, inteligente e produtiva, é derivada da liderança ambiciosa do Brasil grande dos produtores latifundiários .

         Parece que estamos despedindo  da agricultura tosca, de muito trabalho e pouca produtividade, passando a acionar de que mais moderno existe no mundo tecnológico. Parece também que, humildemente, os produtores latifundiários são os seguidores do que, mais inteligente tem no mercado da inteligência moderna contemporânea.

         Acreditamos que dentro de quinze anos as tecnologias serão massificadas e todos do mundo rural terão acesso.

         Está faltando à classe latifundiária dar ao Brasil, além do capital empreendedor, pelo menos um jogador de futebol,  entre seus descendentes que tanto precisamos, pois o talento está em falta.

Juarez Alvarenga
Advogado e escritos
Rua Antônio B. Figueiredo, 29
Coqueiral-MG
CEP: 37235-000
Telefone: (35) 99176-9329
E-mail: juarezalvarengacru@gmail.com

 

Foto: Wikipédia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *