Artigo: Campos de atuação do profissional de Educação Física e o mercado de trabalho

O profissional da Educação Física tem espaço no mercado de trabalho? Vai sobreviver com o salário de professor? Essas são algumas perguntas que ouvimos ao entrar para o curso de Educação Física.

Observamos um crescimento na demanda da prestação do serviço relacionado à área, devido a algumas características da sociedade contemporânea, como crianças sedentárias e acima do peso, pessoas com uma estimativa de vida acima dos 70 anos, população estressada e sedentária, uso compulsivo de celulares, tablets, computadores, games, além das doenças por repetição de movimento. No item alimentação, ainda estamos longe do ideal.

Sendo assim, novamente pergunto: Qual o campo de atuação do profissional de Educação Física? Podemos relacionar mais de 30 atuações possíveis para esse profissional.

Na licenciatura, o profissional poderá atuar como professor da Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Superior. Na escola, além da docência, poderá desempenhar funções na gestão, planejamento, elaboração e avaliação dos componentes curriculares da Educação Física.

Já no bacharelado, o profissional poderá atuar em academias com musculação, ginástica, lutas, natação, entre outras modalidades, técnico esportivo de escolinha de base até alto nível, hospitais, hotéis, empresas com ginástica laboral e exercícios compensatórios, programas para idosos, para pessoas com deficiência física, organização de eventos esportivos ou recreativos, clubes recreativos e esportivos, associações classistas desportivas e no desporto comunitário. O campo de atuação é amplo e pode se estender a consultorias, pesquisa e cursos de capacitação.

O ideal seria o profissional ter as duas habilitações – Licenciatura e Bacharelado –, o que amplia o leque de atuação. O campo da Educação Física é promissor se levarmos em conta as inúmeras pesquisas e as reportagens que demonstram que a população já está mudando o seu estilo de vida: pais e educadores preocupados, empresários comprometidos com o bem-estar dos seus colaboradores, instituições não governamentais organizadas em prol da qualidade de vida de idosos, crianças, entre outros.

A busca pela longevidade saudável é, sem dúvida, o desejo de todos, e o profissional da Educação Física poderá auxiliar nessa conquista.

Autora: Fabiana Kadota Pereira é professora do curso de Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *