Vereadores suplementares assumem a Câmara de Elói Mendes

Na última segunda-feira (13), seis vereadores suplentes tomaram posse na Câmara de Vereadores de Elói Mendes. A diplomação foi realizadada após seis vereadores eleitos serem afastados dos cargos pela Justiça.

Decisão foi tomada para que a casa possa continuar funcionando já que, com o afastamento dos parlamentares, a casa não tinha quórum mínimo para realizar votação de projetos e discussão de propostas.

Foram empossados

•Alencar Cândido De Oliveira (PSDB)
•Francisco Hermengildo Coelho Sarto (PTB)
•Julio Cesar da Cruz (DEM)
•Julio Cesar Maiolini (PP)
•Marcelo Coelho (PT)
•Marcos Carneiro Carvalho (PV)

Afastamento

No início do mês foi realizada a operação que afastou os vereadores eleitos. Sete parlamentares foram afastados. As investigações do MP apuraram 148 crimes de peculato, prática que caracteriza desvio de dinheiro público.
Douglas Ferreira de Freitas, támebem parte dos acusados, conseguiu reverter a decisão de afastamento e continua no cargo. Ele pode participar normalmente das decisões.

Investigação

As atividades da operação “Ubiquidade” começaram em fevereiro de 2018. Segundo o MP, os vereadores teriam recebido diárias indevidas, de viagens que não foram realizadas ou foram feitas em menos dias, no período investigado, entre 1º de janeiro de 2017 e 31 de outubro de 2018. O valor dos dano aos cofres da Câmara Municipal, de acordo com o MP, passou de R$ 225 mil.

A ex-vereadora e secretária de Assistência Social Silvia Mendes Padilha também é investigada. O Ministério Público ainda apura a participação de mais pessoas no esquema.

Foto: Reprodução / Câmara Elói Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *