Telescópio russo começa a operar a partir de março em Brazópolis

O telescópio russo que está sendo montado no Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), no Pico dos Dias, em Brazópolis (MG), a 1,8 mil metros de altitude, vai permitir que os astrônomos criem um mapa com a rota exata dos detritos que rondam o espaço. Uma equipe de oito russos chegou na semana passada para instalar o equipamento, que será capaz de observar milhares de objetos no espaço. O equipamento deverá começar a operar a partir de março.

“Por um lado nós vamos observar objetos já descobertos no hemisfério norte. Por outro lado, nós vamos tentar descobrir objetos novos não conhecidos. Então, as duas partes se complementam”, disse o coordenador do projeto, Evgueni Julinksi.

O novo equipamento vai ficar ao lado de outros quatro telescópios brasileiros. O Pico dos Dias é considerado um dos melhores pontos de observação do país. Com esse telescópio, a Rússia vai conseguir registrar pela primeira vez a imagem do espaço no Hemisfério Sul. As informações colhidas serão compartilhadas com astrônomos brasileiros.

“Esse telescópio vai abrir possibilidade de novas parcerias na área de espaço, astronomia e mesmo em outras áreas de tecnologia”, disse o astrônomo Bruno Castilho.

Telescópio que vai monitorar lixo espacial está sendo montado em laboratório de Brazópolis (Foto: Reprodução EPTV)
Telescópio que vai monitorar lixo espacial está sendo montado em laboratório de Brazópolis (Foto: Reprodução EPTV)

Fonte: G1 Sul de Minas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *