Secretário de Saúde de Minas é exonerado após tomar vacina contra o coronavírus; substituto é definido

Pivô de uma polêmica após 806 funcionários da pasta serem vacinados mesmo sem terem prioridade conforme os critérios do governo, além dele próprio, Carlos Eduardo Amaral foi desligado por Romeu Zema, que definiu Fábio Baccheretti como substituto.

Redação CSul/Foto destaque: Pedro Gontijo/Imprensa-MG

O Governador de Minas Gerais, Romeu Zema, dispensou, nesta quinta-feira (11), o ex-Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral. Carlos foi pivô de uma polêmica após 806 funcionários da pasta serem vacinados mesmo sem terem prioridade conforme os critérios do governo.

O, agora, ex-secretário também foi vacinado contra à covid-19. Zema, que havia sinalizado a permanência de Amaral, anunciou ainda na noite de ontem, a demissão de Carlos. Em seu twitter, o governador realizou agradecimentos ao ex-secretário. “

Pouco tempo antes da demissão, Amaral havia minimizado o problema após a situação vir a público. Além dele, Secretaria Estadual de Saúde (SES-MG) também foram imunizados.

ALMG instaura CPI para investigar vacinação irregular na SES

A Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar irregularidades na campanha de vacinação contra a Covid-19 no Estado.

O presidente do Parlamento, deputado Agostinho Patrus (PV), deferiu, na Reunião Ordinária de Plenário desta quinta-feira (11), o requerimento assinado por 39 parlamentares, sendo o primeiro signatário o deputado Ulysses Gomes (PT). O número mínimo de assinaturas para criação de uma CPI na ALMG é de um terço de seus parlamentares, ou seja 26, de acordo com o Regimento Interno.

Novo secretário já definido

Após a demissão de Carlos Eduardo Amaral, o governador Romeu Zema, anunciou, na manhã desta sexta-feira (12), que o Doutor Fábio Baccheretti, atual presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), irá assumir o cargo de secretário de Estado de Saúde (SES).

Doutor Fábio Baccheretti, atual presidente da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), irá assumir o cargo de secretário de Estado de Saúde (SES)/Foto: Reprodução Fhemig

Em publicação feita no Twitter, Zema enfatizou o trabalho de Baccheretti durante à pandemia; “no combate à pandemia, desde o início, colaborou para os resultados relevantes em expansão de leitos e referência clínica no combate à Covid-19, garantindo a Minas um dos melhores resultados dentre todos os estados do país” – publicou.

*Com informações: Jornal Hoje em Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.