Sargento da Polícia Militar é morto em Boa Esperança

Na noite do último sábado (16), um policial militar foi morto a tiros após perseguição a dois homens em Boa Esperança.

Por volta das 22h, o 2º Sargento Rodrigo Sarto Lomonte de Oliveira e outro militar realizavam patrulhamento pela Avenida João Júlio de Faria cruzamento com a Rua Prefeito José Freire, no Bairro Nova Era, quando avistaram uma motocicleta com dois indivíduos, furtada no último dia 15. Ao perceberem a presença dos policiais, os suspeitos fugiram em alta velocidade, na contramão. Eles foram seguidos pelos militares até a BR-265, ao lado do Bairro Nossa Senhora Aparecida.

Os bandidos foram perseguidos até que caíram da moto e fugiram a pé em meio a um cafezal, próximo ao local. A equipe desembarcou, saindo em busca dos indivíduos. Em seguida, um dos miliares que compunha a equipe, ouviu cerca de quatro a cinco disparos de arma de fogo, passando a chamar pelo Sgt Rodrigo, não tendo resposta.

Todas as guarnições do turno foram para o local, procurando pelos autores e pelo Sgt Rodrigo no cafezal, e como inicialmente não foi encontrado, mobilizou pelo menos 150 policiais militares de várias cidades da região, além da equipe do Canil do 24º Batalhão de Varginha, o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) de Belo Horizonte, o Helicóptero da PM e policiais civis de Boa Esperança e Três Pontas. Após três horas do crime, os militares encontraram o sargento caído ao solo em meio ao matagal, encoberto por um tronco de árvore, inconsciente, apresentando sangramento na região craniana.

O sargento foi encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Segundo os médicos, foram constatadas duas perfurações provenientes de disparo de arma de fogo.

A perícia compareceu ao local e liberou a motocicleta e os capacetes utilizados pelos ocupantes que haviam sido deixados no local após a queda. A reconstituição do crime já foi realizada no fim do dia. O local do crime é usado por usuários de drogas.

A motocicleta foi removida ao pátio credenciado e o corpo da vítima, Sgt Rodrigo, foi encaminhado ao IML de Varginha.

Foi arrolado no registro, o vulgo “Andrezinho” como suspeito do delito com fundamento nas imagens de vídeo monitoramento, comparado com arquivo fotográfico conseguido pela PMMG, nas quais é possível reconhecê-lo caminhando na calçada, entrando na garagem e saindo instantes depois já na condução da motocicleta no dia do furto.

Prisão

Segundo a Polícia Militar, em contato com o CSul, quatro pessoas foram detidas suspeitas no envolvimento da morte do sargento. Duas armas de fogo também foram apreendidas. Até o fechamento desta edição, a PM não havia divulgado mais informações sobre o caso.

Enterro

O sargento Rodrigo Sarto foi velado no Cemitério Municipal de Varginha, durante apenas duas horas, onde foi enterrado na tarde deste domingo (17). Militares de Três Pontas, Boa Esperança e de outras localidades foram se despedir do colega e se solidarizar com a esposa Rízia Sarto. Ele deixa um filho de 9 anos.

Na PM desde 2008, ele trabalhou em Três Pontas onde morava, depois comandou o Destacamento de Coqueiral e por último estava lotado na 172ª Companhia de Boa Esperança.

No sepultamento, houve honras militares e a presença do comandante geral da PM, Coronel Giovanne Gomes da Silva que homenageou o sargento morto enalteceu seu empenho incansável no combate a criminalidade. Ele citou um trecho bíblico e mencionou que o sargento está em um bom lugar. Aos seus familiares e amigos deixou os agradecimentos e a certeza que todos os recursos disponíveis da Polícia Militar serão empenhados para que o autor do homicídio seja preso e cumpra a pena que merece. “Não iremos descansar enquanto isto não aconteça”, anunciou.

Enterro foi marcado por homenagens ao Sargento/Vídeo: Varginha 24hs

Notas de pesar

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), lamentou a morte do sargento em uma rede social e enviou sentimentos à família. “Lamento a perda do Sargento Rodrigo, baleado durante uma perseguição a suspeitos de furto na cidade de Boa Esperança. Meus sentimentos à família do nosso guerreiro, que se foi defendendo a sociedade, buscando garantir a segurança da população mineira”. Em outra mensagem, Zema informou que a polícia segue nas buscas.

Por meio do perfil oficial, em uma rede social, a Polícia Militar de Minas Gerais também publicou uma homenagem ao militar. “Faleceu em serviço na noite de ontem o Sgt Rodrigo Sarto em uma perseguição policial a dois infratores na cidade de Boa Esperança. O militar tinha 37 anos, deixou a esposa e um filho pequeno. Nossa continência guerreiro”, diz a publicação.

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *