Região presencia mercado promissor para atemoia

ATE3MOIA1__67804_zoomA fruta exótica que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado, registrou nas últimas semanas um resultado positivo, mediante a safra colhida no primeiro semestre. A atemoia é considereada uma das frutas mais saborosas do mundo e  mais da metade de sua produção está concentrada no sudeste, mais precisamente. Em todo Brasil, Minas, Paraná e Bahia, respondem cada um por aproximadamente 18% da produção total do país.  São Paulo é o estado responsável por 43,8% do volume de produção no mercado e ocupa o primeiro lugar.

Sul de Minas- Em Minas Gerais a produção é focado no interior. Na região, Alfenas é responsável por 49% da produção do estado. té julho deste ano, a safra de atemoia em Minas foi de cerca de 7 mil toneladas, colhidas em 184 hectares, de acordo com o coordenador técnico de Fruticultura da Emater-MG, Deny Sanábio. Segundo o coordenador, em 2014 foram contabilizadas 4,2 mil toneladas da fruta. Apesar de reconhecer o crescimento e ampliação da safra, ele explica que houve mudanças no sistema de informação, que por ser antes deficitário não permitiu que no ano passado a coleta de dados fosse tão apurada como agora, motivo da grande diferença de números de um ano para o outro. Como a safra terminou, o produto começa a faltar no mercado; “É uma cultura que se desenvolve bem no clima frio. Além disso, o município fica mais próximo de São Paulo que Belo Horizonte, e os paulistas consomem mais a fruta do que os mineiros, o que incentiva a cultura da atemoia na região”. Os produtores de Alfenas comercializam tanto na CeasaMinas como na Companhia de Entreposto e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp)”, explicou. Além de Alfenas, a cidade de Turvolândia, também é outro município que vem se destacando pela produção de atemoia. Na região, 12 produtores cuidam de 100 hectares plantados, que correspondem a uma safra de cerca de 400 toneladas. Toda a produção é destinada ao mercado paulista.

em tempos de crise, a fruta tem sido uma segunda opção aos produtores rurais para diversificarem. A facilidade em plantar o fruto se deve por ser consorciada com outras culturas, como o pêssego.

O alerta da Emater, é que os produtores que possuem interesse em investir na fruta, sigam as orientações técnicas. É necessário programar o período da colheita, que é feita manualmente. A safra é de seis meses depois da poda, podendo ser programada com uma época favorável à comercialização. A época ideal para o plantio da atemoia é no período chuvoso, devido à necessidade de água para as mudas.

Fruto- Da família das anonáceas, é resultado do cruzamento da pinha ou fruta-do-conde com a cherimoia; tem formato semelhante ao da pinha, mas é um pouco maior e pontiaguda em um dos extremos, tem casca rugosa, polpa branca e é carnosa, com sementes pretas;

Principais variedades no Brasil: pink’s mammoth, african pride, pr-3, bradley, thompson e gefner; pesa, em média, 450 gr., mas há ocorrências de frutos com mais de 1kg.

Atemoia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *