Prefeito de Serranos, José da Cunha Vasconcelos Filho, é cassado e vice assume o cargo

José da Cunha Vasconcelos Filho, prefeito de Serranos, teve seu mandato cassado pela Câmara dos Vereadores, em sessão extraordinária na manhã desta quarta-feira (24). O processo foi movido, segundo a Câmara, por corrupção ativa.

Dos nove vereadores de Serranos, seis votaram a favor e outros três não compareceram à sessão.

O advogado que representa o prefeito, Antônio Claret, no entanto, contesta a versão da câmara e diz que a cassação foi devido à infrações administrativas. A defesa disse ainda que estuda quais medidas tomar.

A decisão é passível de recurso. O vice-prefeito da cidade, Reinaldo Arantes (PSDB), assumiu a prefeitura.

Prefeitura de Serranos / Foto: Jornal Panorama

Passos da cassação

No dia 24 de fevereiro de 2018, o Partido dos Trabalhadores de Serranos, em reunião em seu diretório, decidiu, mediante denúncias, em votação, expulsar o filiado José da Cunha Vasconcelos Filho. Quatro membros da executiva votaram a favor da proposta e houve uma abstenção.

No dia 26 de fevereiro de 2018, a Câmara Municipal aceitou a abertura do processo de cassação por unanimidade de votos (Nove votos, oito a favor e o presidente tem que se abster, e se absteve).

Logo após foi constituída uma Comissão Processante que ficou responsável por analisar as denúncias referentes a peça apresentada em até 90 dias.

No dia 12 de março de 2018,  a Câmara Municipal, por oito votos favoráveis e abstenção do presidente, aceitou o pedido de afastamento de José Vasconcelos, provisoriamente, pelo período de 90 dias.

O prefeito chegou a reassumir a Prefeitura pouco mais de 48 horas após a decisão, após conseguir na justiça uma liminar, com a suspensão da votação. Na época, o prefeito informou que os motivos que o tiraram do cargo não tinham relevância: “Diante do que foi apresentado na Câmara, que eu acho um motivo nada relevante para o meu afastamento, tanto que eu fui colocado novamente no meu cargo em pouco tempo pelo Tribunal. Nós estamos fazendo a nossa defesa diante daquilo que foi alegado, que foram motivos insignificantes”, afirmou o prefeito após retornar ao cargo em março de 2018.

Prefeito já havia sido afastado em março de 2018, mas voltou ao cargo através de liminar / Foto: Helder Carvalho

Vereador cassado

Desde que os novos governantes da cidade assumiram os cargos em 2016, é a segunda cassação no município.

No dia 10 de maio deste ano, o vereador José dos Passos, o Passinho, teve seu mandato cassado pelo TRE-MG por doações ilegais de cestas básicas. Domingos César da Silva assumiu o posto de Passinho na Câmara.

José Vasconcelos

José da Cunha Vasconcelos Filho, de 74 anos, foi reeleito no ano de 2016 para continuar à frente da administração municipal de Serranos. O produtor agropecuário é formado em Direito e já foi prefeito de Munhoz, sua cidade natal.

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Jornal Panorama 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *