Polícia Civil identifica responsáveis por aborto e ocultação de feto em Fama

A Polícia Civil identificou as responsáveis por um aborto e pela ocultação de um feto encontrado em um terreno na cidade de Fama. O feto foi encontrado no último dia 25 de junho e não chegou a ser publicado pela imprensa, na época, a pedido da Polícia para que não prejudicasse as investigações. As suspeitas não foram indiciadas como informado anteriormente e dependem da conclusão do inquérito.

No domingo (8), o delegado Márcio Bijalon, responsável pelas investigações, informou que duas mulheres foram investigadas e responderão pelos crimes de aborto com consentimento da gestante e ocultação de cadáver.

As investigações feitas pela Divisão de Homicídios da 2ª Delegacia Regional da Polícia Civil (2ª DRPC), em Alfenas, apontam que uma mulher, moradora de Limeira (SP), teria vindo a Alfenas. Ela foi a casa de uma amiga, no bairro Vila Betânia II, e teria feito o aborto.

O feto foi embrulhado em pedaços de jornais e colocado em uma sacola plástica. Em seguida, foi levado a Fama, onde foi enterrado em um terreno vago, na rua Joaquim Alves.

De acordo com Bijalon, as suspeitas não chegaram a ser presas, uma vez que não houve flagrante. O feto teria sido enterrado cerca de um mês antes. Os nomes das duas mulheres envolvidas não foram divulgados.

O delegado responsável pela investigação relatou que foi um dos casos mais tristes que presenciou em 12 anos de carreira. Segundo ele, a apuração apontou que o feto teria cerca de seis meses.

Fonte: Alfenas Hoje / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *