Médicos peritos aderem à paralisação do INSS em agências

Médicos peritos que atendem em agências do INSS no Sul de Minas decidiram aderir ao movimento nacional da categoria, que já dura dois meses.

Segundo o sindicato dos médicos peritos, a adesão é parcial e está entre 50% e 60% na regional de Varginha. Na regional de Poços de Caldas, pelo menos 24 médicos aderiram ao movimento e quatro continuam trabalhando. Já na regional de Passos, só um médico faz o atendimento e outros três aderiram ao movimento.

Conforme o sindicato dos médicos peritos do INSS, a greve é por tempo indeterminado. O INSS foi informado da decisão pela Associação Nacional de Médicos Peritos na última sexta-feira (5). Os peritos reivindicam aumento de 27% nos salários, fixação da carga horária de 30 horas semanais e incorporação dos benefícios ao salário.

A orientação do INSS é de que os segurados que agendaram perícia médica liguem para o número 135 e consultem previamente a situação do atendimento na unidade da cidade onde mora. Quem não for atendido em razão da paralisação dos peritos médicos terá a data de atendimento remarcada. O segurado também poderá confirmar a nova data pelo número 135. A ligação é de graça. O órgão informou ainda que para se evitar qualquer prejuízo financeiro nos benefícios dos segurados, o INSS vai considerar a data originalmente agendada como a data de entrada do requerimento.

Segundo o INSS, as negociações relativas à pauta de reivindicações apresentada pela categoria estão sendo conduzidas pelo Ministério do Planejamento.

inss_interna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *