Mais de 300 mulheres são vítimas de agressões no Sul de Minas

agressão mulheres

Nesta segunda-feira (31), a Secretaria de Estado de Defesa Social divulgou o número de mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. Segundo os dados da secretaria, cerca de 45% das mulheres mineiras vítimas de algum tipo de violência são pardas, 15% são negras. Mulheres brancas representam 33%. A maior incidência ocorre entre as mulheres que têm ensino fundamental incompleto 23%, as que são apenas alfabetizadas 21%, as que possuem ensino fundamental completo 09% e que possuem ensino médio incompleto 09%.

mulheres agressõesO levantamento aponta que os agressores são majoritariamente cônjuges/companheiros (40%) e ex-cônjuges/ex-companheiros (30%). Em seguida vêm filhos/enteados (9%), irmão (8%), pais/responsável legal (7%) e namorado(a)s (6%). A base de dados para a pesquisa são os Registros de Eventos de Defesa Social (Reds). O estudo abrange registros de janeiro de 2013 a junho de 2015, com recortes semestrais que permitem a comparação entre iguais períodos desses anos. O perfil das vítimas e o tipo de relacionamento com o agressor praticamente não se alteraram entre 2013 e 2015.

Rips- Em números absolutos, a Região Integrada de Segurança Pública 1 (Risp1), formada exclusivamente pelo município de Belo Horizonte, lidera a violência doméstica e familiar contra a mulher em Minas Gerais. A capital respondeu por 13% dos registros em 2013, 12% em 2014 e novamente 12% no primeiro semestre de 2015.

A Risp2, sediada em Contagem, apresentou uma queda na participação, de 10% dos registros em 2013 para 9% em 2014 e 8% no primeiro semestre de 2015. Já a Risp4, cujo núcleo é Juiz de Fora, manteve a representatividade de 9% nos três períodos. Já a Risp12, com sede em Ipatinga, teve aumento na participação sobre o total de registros no Estado: 6% em 2013, 7% em 2014 e aproximadamente 8% no primeiro semestre de 2015.

Já a Rips que abrange Varginha, é a 6º regionalizada em Lavras. De acordo com o levantamento da SEDS, a macrorregião de Varginha, possui de 300 a 350 mulheres vítimas de algum tipo de agressão.

tipo de violência

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *