Maior usina de geração de energia solar do Sul de Minas é inaugurada em Santa Rita do Sapucaí

Será inaugurada neste sábado (23) em Santa Rita do Sapucaí, famoso vale da eletrônica, uma usina de geração de energia solar com capacidade para abastecer o proporcional à energia consumida por 860 residências. O programa é da Companhia de Jesus, que é também conhecida como Ordem dos Jesuítas e a usina será implantada na Escola Técnica Eletrônica Francisco Moreira da Costa (ETE FMC). Com tempo de construção de 2 anos, a usina, com 4,2 mil painéis solares, é fruto de um investimento de R$ 5 milhões.

Segundo Alexandre Loures Barbosa, diretor-geral da ETE FMC, a nova usina vai funcionar como um grande laboratório para os alunos da instituição e também para a população de uma forma geral.

A usina solar recebeu o nome de “Padre Furusawa”, em honra a um padre jesuíta, de formação eletrotécnica, que dedicou sua vida ao trabalho na instituição, criada em 1958 e que hoje vive em uma casa de repouso dos jesuítas em Belo Horizonte.

“Toda parte elétrica da nossa escola foi montada pelo padre, que sempre foi um amante da natureza, sempre andou de bicicleta, nunca aceitou andar de carro. Pelo seu entendimento e conhecimento na área de energia e aliado a toda parte de cuidados com a natureza, a usina leva seu nome”, diz o diretor.

Além do mais, o projeto compreende novos laboratórios e o desenvolvimento de equipamentos solares para projetos sociais, com comunidades carentes.

Dados sobre a Usina:
15 mil metros quadrados
4.200 painéis solares
Potência de 1,113 MWP / 1,5 GWH/Ano
Redução da emissão de 582 toneladas de CO2/Ano
Equivalente ao plantio de 5 mil árvores
Equivalente à demanda diária de 860 casas (Média Brasileira)

Fonte: Ultra Dicas / Foto: Luciano Ferraz/Portal da Cidade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *