Helicóptero cai em Espírito Santo do Dourado e as duas vítimas continuam desaparecidas

Sócio confirmou que empresário Márcio Bissoli estava em helicóptero que caiu em MG (Foto: Reprodução/Instagram)
Sócio confirmou que empresário Márcio Bissoli estava em helicóptero que caiu em MG (Foto: Reprodução/Instagram)

Um helicóptero de luxo, de grande porte, caiu na noite de sábado (16) em uma área rural da cidade de Espírito Santo do Dourado. P plano de voo informava 4 pessoas no helicóptero, mas apenas duas estavam na aeronave no momento da queda.

No começo da noite, o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), em Brasília, contatou o Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre, informando sobre a queda da aeronave, em que estariam duas pessoas. A viagem do helicóptero Agusta, modelo A 109S, teve início às 17h30, em um heliporto em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O plano de voo estabelecia quatro passageiros, mas dois teriam desembarcado antes do destino final, que seria o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. No começo da noite o Centro de Controle de Voo de Brasília detectou o sumiço da aeronave da tela dos radares.

Durante este domingo, bombeiros e polícias militares fizeram uma vistoria na região em busca de outras partes da aeronave, mas não encontraram nada.

Por meio de nota, o Cenipa informou que agentes do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III), órgão regional do centro de investigação, iniciam as apurações no local do acidente. “A Ação Inicial é o começo do processo de investigação e possui o objetivo de coletar dados: fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos”, diz o comunicado. As apurações do Cenipa têm o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

O helicóptero

A aeronave, identificada como sendo do modelo Agusta A109S, tinha autorização para voos noturnos. A queda aconteceu aproximadamente às 18h45 em uma área de difícil acesso próxima à rodovia MG-179, na zona rural de Espírito Santo do Dourado.

O helicóptero era operado pelo grupo Bauminas, mas ainda aparece como pertencente ao Banco Bradeco, porque havia sido comprado recentemente.

Buscas pelas vítimas

Luiz Gustavo Araújo Soares era o piloto de helicóptero que caiu em MG (Foto: Reprodução/Instagram)
Luiz Gustavo Araújo Soares era o piloto de helicóptero que caiu em MG (Foto: Reprodução/Instagram)

Cinco militares do Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre, retomaram as buscas pelas vítimas da queda do helicóptero PR-JMB. Na aeronave, que saiu de Nova Lima, na Grande BH, estavam o piloto Luiz Gustavo Soares e o empresário Márcio Bissoli.

Segundo os bombeiros, os militares saíram por volta das 7h30 desta segunda-feira (18) em direção ao local do acidente. A retomada dos trabalhos foi autorizada após o encerramento da perícia do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), por meio do Terceiro Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa III). Os técnicos atuaram na região na tarde de domingo e recolheram materiais para análise.
Em nota, o Seripa III pontuou que os profissionais executaram a chamada “Ação Inicial”. De acordo com o órgão, o procedimento é o primeiro passo do processo de investigação, com objetivo de coletar dados. A apuração tem como principal foco “prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram”.

Segundo o capitão bombeiro Ivan Neto, que esteve no local da queda, técnicos do Seripa III chegaram por volta das 16h. Depois dos trabalhos periciais, foi iniciada a remoção de peças maiores, como motores, o rotor principal e parte do painel da aeronave. Os trabalhos foram encerrados por volta das 19h de ontem. Militares acreditam que o aparelho tenha se chocado de frente com a montanha, abrindo uma cratera, e que possa haver vítimas sob as ferragens.

Juliana Hipólito, mulher do piloto que estaria no comando da aeronave no momento do acidente, disse aos bombeiros que suspeita de que os ocupantes possam ter pulado do helicóptero antes da explosão.
Fonte: Estado de Minas / Foto: Corpo de Bombeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *