Guardas municipais vão às ruas em protesto em Pouso Alegre

4115365_x240Guardas municipais de Pouso Alegre, fizeram nesta quinta-feira (16), uma manifestação pedindo melhores condições de trabalho, além da saída de Antônio Carlos Mendes do cargo de secretário de Defesa Social. Na semana passada, foi exibido na Câmara de Vereadores um vídeo onde o secretário fazia ameaças aos guardas. Segundo a assessoria de comunicação da prefeitura, Antônio Carlos já se retratou quanto ao equívoco e a estrutura da Guarda Municipal já está sendo providenciada.

Na terça feira da semana passada (7), quando os guardas foram até a Câmara Municipal reclamar das condições de trabalho, mostraram a gravação na qual o secretário ameaça punir aqueles que falassem mal do prefeito Agnaldo Perugini. Nesta quinta feira, eles ocuparam a Catedral de Pouso Alegre, com faixas que traziam as principais reivindicações. Wilson Carlos da Costa faz parte da instituição há sete anos e reclama da atual situação.

“Já levei um documento o ano passado, a Guarda não me cedeu essas três férias que estão vencidas. Esse ano levei outro documento e, até agora, eles não me concederam essas férias”, contou Wilson.

Segundo ele, alguns membros já estão com quase quatro férias em atraso. A prefeitura informou que uma reunião já estaria marcada para esta sexta-feira (17) para tratar do assunto.

Já segundo o guarda José Roberto da Cunha, eles esperavam por uma conversa com o prefeito, mas até o momento não foram atendidos e, por isso, eles foram às ruas protestar. Segundo eles, os guardas continuam recebendo ameaças por parte do Comando da instituição.

“Sem contar que eles ficam ameaçando que vão trocar (a gente) de lugar, que vão cortar isso, que vão cortar o dia. Eles ameaçam de todas as formas possíveis”, disse José.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *