Grupo suspeito de fraudar cheques é detido pela Polícia Federal

Suspeitos de integrarem uma quadrilha que fraudava documentos e cheques foram detidos na manhã desta quinta-feira (3) em Varginha e Três Pontas, durante a Operação “Dick” da Polícia Federal. Segundo o órgão, 15 mandados judiciais foram cumpridos nesta manhã e ao menos sete pessoas foram detidas pela polícia.

De acordo a polícia, a quadrilha aplicava golpes na região pagando por mercadorias com cheques de contas que foram abertas com documentos falsos. As vítimas seriam comerciantes que vendiam bicicletas importadas, compressores de ar e até carros para os suspeitos, que pagavam com esses cheques e revendiam no mercado com preços abaixo do mercado.

Para isso, eles utilizavam cheques de várias instituições bancárias confeccionados a partir de documentos falsos. O grupo atuaria há pelo menos cinco anos na região.

Das prisões realizadas, uma é preventiva e outras cinco são temporárias de cinco dias. Além disso, uma pessoa também foi encaminhada para a Delegacia da PF de Varginha para ser ouvida. Ao menos sete mandados de busca e apreensão estão em cumprimento.

Polícia Federal investiga quadrilha suspeita de fraudar cheques e documentos (Foto: Reprodução EPTV)Polícia Federal investiga quadrilha suspeita de fraudar cheques e documentos (Foto: Reprodução EPTV)

Os suspeitos são investigados pelos crimes de associação criminosa, estelionato e uso de documento falso. Se condenados, eles podem cumprir até 13 anos de prisão.

Esquema de trapaças
De acordo com a polícia, a operação foi batizada de “Dick” em referência ao personagem “Dick Vigarista”, que no desenho animado “Corrida Maluca” costumava trapacear para tentar vencer os adversários.

Esta é a segunda operação da Polícia Federal realizada nesta semana. Na terça-feira (1º), sete pessoas foram presas em três cidades da região por suspeita de desvio de verba pública dentro do Hospital São Sebastião, em Santo Antônio do Amparo (MG).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *