Greve dos peritos continua nas agências do INSS no Sul de Minas

O atendimento nas agências do Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) foi parcialmente normalizado no Sul de Minas nesta quinta-feira (1º). Após 78 dias da greve que atingia o setor administrativo, usuários voltaram a ser atendidos. No entanto, a paralisação dos peritos continua. Não houve registro de filas nas unidades de Poços de Caldas, Pouso Alegre e Varginha, mas quem dependia da perícia médica, ainda encontrou dificuldade no serviço.

“Eu estou enrolado. Não posso trabalhar, fazer nada”, lamentou operador de máquinas Cláudio Andrade, que há três meses aguarda o agendamento na agência de Varginha.

“Marcaram a perícia há cinco dias. Eu cheguei e me disseram que só tem médico dia 23 [de outubro]. Foi agendado para o dia 23”, contou Reginaldo Luiz Ferreira, que está afastado do trabalho por causa de uma cirurgia e precisa passar pela perícia para receber o auxílio doença.
A greve dos servidores do administrativo do INSS terminou no dia 25 de setembro, quando a categoria entrou em acordo com o Governo Federal. No entanto, os médicos peritos decidiram manter a paralisação das atividades, iniciada em 8 de setembro.

A agência do INSS de Varginha possui cinco médicos, mas nenhum compareceu ao trabalho nesta quinta-feira, o que provocou o reagendamento de todas as consultas. Quatro haviam aderido ao movimento e um entrou de férias. De acordo com a gerência da unidade, nesta sexta-feira (24), as perícias devem retornar com pelo menos um perito.

Tempo de espera dobrou
Em Pouso Alegre, quatro peritos também aderiram à greve e apenas um médico atendia pela manhã. Com a paralisação, o número de perícias, que era de 75 por dia, caiu para 15 e o tempo de espera para atendimento dobrou de 20 para 40 dias.

Já em Poços de Caldas, as perícias agendadas têm sido feiras normalmente, apesar da greve. Na unidade também não houve registro de filas.

inss_interna

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *