Funcionários da Usina de Furnas aderem à greve nacional do setor

4222355_x240Funcionários da Usina de Furnas, em São José da Barra, fizeram uma paralisação nesta segunda-feira (1º) em frente à Usina Hidrelética da cidade. Eles aderiram à greve nacional dos sindicatos do setor elétrico e reinvidicam um aumento na Participação nos Lucros e Resultados da Empresa (PLR).

Segundo o sindicato, em 2014, os funcionários receberam 1,47% de PLR. Neste ano, a Eletrobrás quer pagar apenas 1,16%, redução que não é aceita pelos trabalhadores. A empresa ainda não se pronunciou sobre o assunto, mas uma reunião com os representantes do Governo e dos sindicatos está programada para esta terça-feira (2), em Brasília (DF).

“[Espero que] nessa reunião de Brasília, possa estar estar trazendo algo de oficial pra categoria. Se a categoria aceitar, a gente volta aos trabalhos normais”, diz Miguel Ângelo de Melo, presidente do Sindefurnas, Sindicado dos Eletriciários de Furnas e DME.

Ainda de acordo com a entidade, 30% dos mil funcionários estão trabalhando, o que é exigido pela lei em caso de greve. O sindicato, no entanto, não descarta a possibilidade de problemas no fornecimento de energia, já que os responsáveis pela manutenção da usina também aderiram a greve e só devem voltar aos postos de trabalho na próxima sexta-feira (5).

“A parte de maquinário, sem manutenção, corre o risco de dar algum apagão sim. A parte de operacional está funcionando normalmente, mas pode ocorrer algum problema com o sistema”, afirma Antoninho de Freitas, diretor do Sindefurnas.

0601_greve

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *