Família faz buscas por comerciante desaparecido em Pouso Alegre

Há duas semanas, a família do comerciante Rinaldo Silva Gouvêa, de 50 anos, vive uma angústia em Pouso Alegre. O comerciante saiu do trabalho no domingo, dia 1º de novembro, e não foi mais visto. Um boletim de ocorrência foi feito e cartazes foram espalhados pela cidade na tentativa de encontrá-lo.

Rinaldo é dono de uma lanchonete que fica em frente à casa onde mora com a mãe. Uma câmera de segurança do estabelecimento flagrou quando o comerciante deixou o local no início da tarde de domingo. As imagens mostram que ele pegou um objeto e caminhou em direção ao centro, deixando para trás medicamentos, documentos, dinheiro e celular.

“Ele é insulino dependente, não levou os medicamentos e é hipertenso”, conta com preocupação o eletricitário Alessandro Silva Gouvêa, irmão de Rinaldo. “Nos últimos dias, ele mudou o comportamento. Estava mais calado, não se abria com a família”, relata.

Em busca de notícias, familiares do comerciante já foram a outras cidades. Nas redes sociais, já circulam também cartazes com informações sobre o desaparecimento.

Segundo o Centro Integrado de Informações de Defesa e a Superintendência de Informação e Inteligência Policial de Minas Gerais, 7.135 desaparecimentos foram notificados no estado entre janeiro e 15 de outubro de 2015. Desse total, 3.396 pessoas foram localizadas.

desaparecido3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *